DE GRAÇA – 41ª Mostra de Cinema traz 19 curtas em realidade virtual

Vai ter realidade virtual na 41ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo. São 19 curtas-metragens que trazem um pouco da produção recente em VR (do inglês virtual reality) produzida recentemente. São 9 documentários, quatro animações e seis de ficção. A entrada será gratuita: só retirar ingresso na bilheteria do Cinesesc.

Cena de PLANET (INFINIT), curta em RV que vem da França, de graça, na 41ª Mostra Internacional de Cinema

Narrados por meio de uma proximidade imersiva e marcante, os títulos que serão apresentados trabalham temas que vão desde conflitos desconhecidos na África e tragédias ambientais no Brasil. Também há revelações pessoais e realidades prisionais e sociais.

Logo whatsapp Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲 . Crie um contato para vale mais no número 011 9 9985-3577 e envie a frase Eu quero no WhatsApp. Pronto!

As sessões vão de 19 de outubro a 1 de novembro às 15h, 16h, 17h, 18h, 19h e 20h. Quem quiser ir poderá escolher um dos filmes da programação para assistir de cada vez.

NOTES ON BLINDNESS – INTO DARKNESS, filme em realidade virtual da 41ª Mostra Internacional de Cinema

Confira os filmes:

AFTER SOLITARY, de Cassandra Herrman, Lauren Mucciolo (EUA);

BLOODLESS, de Gina Kim (Coreia do Sul);

DOLPHIN MAN, de Benoít Litché (França);

EXTRAVAGANZA, de Ethan Shaftel (EUA);

Fogo na Floresta, curta em RV do brasileiro Tadeu Jungle

FOGO NA FLORESTA, de Tadeu Jungle (Brasil);

FREE WHALE, de Peibin Zhang (China);

I SAW THE FUTURE, de Fraçios Vautier (França);

I, PHILIP, de Pierre Zandrowicz (França);

LEGGENDA, de Leslie Lévi (Bélgica, França);

NOTES ON BLINDNESS: INTO DARKNESS, de Arnaud Colinart, Amaury La Burthe (França, Reino Unido);

OUT OF EXILE: DANIEL’S STORY, de Nonny de la Peña (EUA);

NOTHING HAPPENS, de Michelle Kranot, Uri Kranot (Dinamarca, França);

PLANET (INFINIT), de Momoko Seto (França);

PROXIMA, de Matthieu Pradat (França);

RIO DE LAMA, de Tadeu Jungle (Brasil);

SERGEANT JAMES, de Alexandre Perez (França);

WE WHO REMAIN, de Trevor Snapp, Sam Wolson (Sudão, EUA);

STEP TO THE LINE, de Ricardo Laganaro (EUA);

THE DREAM COLLECTOR, de Li Mi (China);

Cinesesc: Rua Augusta, 2.075, São Paulo.

A entrada se dará em grupos com até 7 pessoas;  Cada espectador poderá ver um filme por retirada de ingresso;  Será necessário apresentar documento com foto.

vale mais

Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções; links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Fotos divulgação.
Anúncios

FÁCIL E BARATO – Como fazer colar de cristais e fio de metal

Fazer um colar em casa é a melhor ideia para quem quer fazer bonito e escapar de uma compra extra. Desta vez a ideia é um colar de cristais unidos por pequenos fios de metal que se entrelaçam um a um (igual a um terço). São charmosos, têm bastante maleabilidade e leves leves.

2 colares de cristal e metal feitos em cerca de 3 horas, em casa

Nada complicado fazer esse acessório charmoso demais, pode ter certeza. Bastam alguns itens para se comprar em uma loja de artigos para bijuterias da 25 de Março, em São Paulo, no Saara, no Rio de Janeiro, ou mesmo naquela loja conhecida do bairro onde você mora. Comprando nos lugares mais baratos, um colar vai sair por menos de R$ 10.

Fiz para mim três colares com cristais tchecos e chineses que comprei no Saara: dois vermelhos com contas facetadas em fio de metal prateado escuro, e um verde transparente em metal prateado.

Demorei cerca de 2 horas e meia para fazer cada um e foi fácil mesmo. No último, já estava fera e demorei 2 horas.

Vamos lá para o que se precisa para um colar com cerca de 40 centímetros de comprimento _atenção, você pode fazer do tamanho que quiser, basta aumentar a quantidade de acordo com o que pretende fazer. Qualquer dúvida, peça ajuda à atendente da loja: fiz o mesmo e fui muito bem orientada!

Material necessário para um colar de cristal e metal

70 contas de cerca de 3 ou 4 milímetros de diâmetro (escolhi a cor vermelha e verde transparente); podem ser miçangas, puro charme!

1 pacote de contrapino na cor desejada (usei prata escuro e prata tradicional);

Fechos e argolas para montar o colar de contas e metal

1 fecho pequeno na mesma cor do contrapino;

1 argolinha para acabamento;

1 alicate de bico redondo

Logo whatsapp Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲 . Crie um contato para vale mais no número 011 9 9985-3577 e envie a frase Eu quero no WhatsApp. Pronto!

+ EU FAÇO – Pulseira de açaí pra rapaziada dar umas voltas

Como fazer:

1 – Pegue o contrapino, coloque a conta, dobre o fio do contrapino fazendo um ângulo de 90 graus para firmar a conta no metal e não escorregue;

2- Com o alicate, corte na medida para que não fique grande (meça antes), forme um círculo com o contrapino e, antes de fechar o círculo, coloque um outro contrapino;

3 – Repita a operação até atingir o tamanho desejado;

Veja o vídeo curtinho que mostra esse passo:

4 – Ao final, coloque a argolinha do fecho e feche o contrapino;

5 – Na outra ponta, encaixe o fecho no contrapino.

Pronto!

+ EU FAÇO – Pulseira que vira colar

Onde comprar contas de cristal tcheco ou chineses e contrapinos e fechos:

São Paulo – na região da 25 de março (dezenas de lojas, entre as quais Mariana Bijoux, Secullus Bijoux, 7 Mares), região central da cidade.

Rio de Janeiro – região do Saara (Loja Azevedo), comércio popular do centro da cidade.

Para quem quer comprar uma prontinha da silva, A Misa Bijoux entrega para todo o país via Correios, aqui.

Para ver o vídeo no nosso canal no Youtube, clique aqui.

Misa Bijoux – Instagram

vale mais

Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções; links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Fotos do blog e do Instagram, créditos devidamente informados nas legendas.

EU VOTO – Qual casquinha 🍦 você prefere?

Temperaturas altas pegando a gente em plena primavera. O jeito é se refrescar com uma casquinha 🍦 de baunilha, chocolate ou ambas, juntas e meio misturadas. As grandes redes de fast food têm suas versões com preços parecidos: Bob’s por R$ 2,00, e Burger King e McDonald’s, R$ 2,50.

Enquete: casquinhas do Bob’s, Burger King e McDonald’s em votação

E como são muito, muito parecidas, estão no ponto para uma enquete aqui no blog vale mais! Participe!

Quais casquinhas já experimentou? (múltipla escolha)

E qual a sua preferida?

Sua opinião é muito importante! Obrigada.

EU VOTO – Melhor receita de picolé para aplacar o calor

Logo whatsapp Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲 . Crie
 um contato para vale mais  no número  011 9 9985-3577
 e envie a frase Eu quero no WhatsApp. Pronto!

vale mais

Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana

REVIEW – Compra online de pratos corre bem na Dafiti

Filomena Sayão

Comprar pela Internet tem várias vantagens _a principal delas é preço melhor que nas lojas, além de você não precisar tirar o pé de casa. Semana passada comprei meia dúzia de pratos de sobremesa brancos. E foi bom, minha gente, porque deu tudo certo.

Pratos e xícara da linha plissé, da Porto Brasil

A partir deste post, irei relatar algumas compras online, contando o passo a passo e avaliando como foi a experiência para, quem sabe, ajudar quem nunca comprou desta forma.

Círculos de isopor protegem os pratos na caixa da Porto Brasil

Depois de pesquisar muito no Buscapé, no site da Lojas Mickey, Camicado e outras grandes como Americanas e Submarino, por exemplo, vi que a Dafiti estava com preço melhor para um modelo bem bonitão, o plissé, da Porto Brasil.

Para dar o clique final, fiz as contas e vi que comprar o conjunto ficaria mais vantajoso que pratos individuais. Por pouco, pouco, não comprei um jogo de 30 peças completo (seis peças de cada), que estava por R$ 229: pratos raso, fundo, sobremesa e xícara com pires de café. Deixei para uma próxima…

No cartão de crédito, paguei R$ 89,99 mais R$ 12,90 de frete, depois de rapidamente preencher a ficha cadastral. Rapidamente a Dafiti me enviou 2 emails, ainda de madrugada: o primeiro informando sobre o meu pedido, e o segundo, 20 minutos depois, dizendo que o pagamento havia sido aprovado.

 ❤ Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲.
Salve o número
011 9 9985-3577 e
envie a frase Eu Quero no WhatsApp. Pronto!

Dois dias depois, um novo email informando que minha já estava na transportadora e a caminho. Três dias depois da compra, chegou o pacote. Foi rápido, né?

Instruções de como manter os pratos vieram dentro da caixa. Que cuidado!

Dentro, a nota fiscal. Os pratos chegaram muitíssimo bem embalados dentro de uma caixa, que foi protegida por plástico bolha. O que parece é que a caixa chegou na loja fechada de fábrica. Foi dífcil abrir o grampo de metal que garantia o fechamento do papelão.

Dentro, instruções de lavagem e como manter os pratos, além de aros de isopor protegiam os pratos de riscarem uns aos outros. Perfeito, nenhum dano, nenhum risco, nenhuma avaria.

Por esta compra, a Dafiti ganhou 5 estrelas!

Onde comprar a linha plissé na Dafiti, aqui

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções; links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Imagens dos sites das empresas citadas. Preços de x de x de 2017.

EU REUTILIZO – Do shorts nasceu o choker jeans

Jeans é uma roupa universal e não tem temporada sem o bem dito. Mas não vai pensando que se falta grana não vai rolar uma peça nova. Está na moda reutilizar aquele jeans velho que estava encostado no guarda-roupa para transformá-lo em um acessório novo.

Annik Azevedo usa o choker jeans que eu fiz em workshop da C&A e ThinkBlue, marca que reutiliza jeans

A C&A ofereceu um workshop dia 14 de setembro passado justamente para ensinar isso. Em parceria com o pessoal da ThinkBlue, marca que trabalha com reutilização de jeans, montou um workshop. Fui lá conferir, aprender e ver um pouco da imaginação dos outros participantes.

O novo choker saiu da perna do shorts jeans, exemplo de reutilização de peças usadas

Foram dois horários, eu fui no da manhã. Na loja C&A do shopping Iguatemi, em São Paulo, duas mesas grandes esperavam os participantes, que se inscreviam uma hora antes e não pagavam nada por isso. Legal!

Kit com peças para serem usadas na confecção de uma nova peça de um jeans usado

Bem arrumadinhas, as mesas tinham tudo o que se precisa para

Espartilho sendo feito por um dos participantes do workshop de reutilização de jeans

transformar uma peça jeans em outra peça nova com direito a spikes, pingentes e outras pecinhas que a gente pode usar para fazer pulseiras, chokers, bolsa de cintura, e aquilo que se poderia criar _e fazer_ durante o workshop.

Teve até um espartilho, feito por um dos participantes. Adorei!

Para tornar isso possível, a C&A ofereceu tudo, incluindo as roupas que seriam usadas. Entre os apetrechos: tesoura, cola para jeans, alicates para furar tecidos, giz de roupa, agulha, linha, alfinete, correntinhas, fechos, argolinhas etc etc.

Fazendo o choker com apenas 9 spikes e uma peça de pulseira

Peguei um shorts em jeans escuro e logo pensei em um choker. Já havia pesquisado spikes antes e queria usar alguns.

Choker e pulseira feitas por um dos participantes do workshop

Passei a tesoura na perna do shorts e logo cortei um pedaço que passaria pela transformação. Decidi usar a costura para dar um charme na peça.

Escolhi uns corações pequenos e prateados e comecei a pregá-los. Fácil, porque já vêm com garrinhas. Não queria nada muito cheio e nem desfiado.

Para dar uma variada, achei um pingente de pulseira charm com a cara de um gatinho. Pronto, já estava bom para complementar um visual assimétrico que queria criar.

Mais pulseiras em jeans reutilizados para inspiração

Dobrei o jeans, passei a cola  para dar o acabamento pensado e cortei na medida do meu pescoço. Os fechos (ou terminais, como se diz) prontos já haviam sido usados então uma das instrutoras me ajudou a fazer um fecho _já que a ideia é usar o que se tem a mão, né?

Pronto, um choker novo de jeans para a minha coleção de acessórios novos.

Para fazer o seu, só pegar aquela peça velha ou largada no fundo do armário, ir na 25 de Março, em São Paulo, e dar uma busca na galeria que faz esquina com a ladeira Porto Geral, ou no Saara, no Rio de Janeiro, ou ainda online, fácil fácil, no Aliexpress (link abaixo).

Onde comprar spikes: Aliexpress

Onde comprar pulseiras e chokers jeans prontos: Misa Bijoux

Chokers e pulseiras prontos e em execução da Misa Bijoux, aqui

vale mais

Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções; links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções.

 

DE GRAÇA, AMANHÃ – Workshop vai ensinar criançada a construir brinquedos

Dia das Crianças chegou antes com um curso rápido e gratuito da C&A. Amanhã, com o pessoal da loja (diferentona) “nem boneca, nem carrinho”, vai rolar uma oficina de engenhocas no shopping Center Norte, em São Paulo.
O workshop vai ensinar a fazer brinquedos, incluindo até motorzinho

A criançada vai aprender a construir brinquedos divertidos utilizando madeira, papelão, tinta, motores a pilha e muito mais _as tais engenhocas. 

Foto de revista de arquivo, por Janwillemsen*

São 40 vagas que serão preenchidas por ordem de chegada. Serão duas turmas, a primeira às 13h e a segunda às 18h30.

Ah, quem for participar precisa estar acompanhado dos pais ou responsável.

Data: 07 de outubro
Horário:  das 10h às 12h
Local: C&A do Shopping Center Norte SP Tv. Casalbuono, 120 – Vila Guilherme, São Paulo – SP

vale mais

Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções; links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Foto Pixabay e *Flickr, março de 2014.

EU QUERO – O tricô da mineira GIG Couture com a C&A

Apostando alto em coleções em parcerias com grifes famosas, a C&A fechou com a marca mineira GIG Couture, que estreia no magazine com 16 looks femininos lindos, urbanos e sofisticados privilegiando o crochê e o jacquard. As peças começam em R$ 89,99.

O jacquard e o tricô em peças femininas e cheias de charm na coleção da GIG Couture que vem aí na C&A, a partir de R$ 89,99

Plissados, grafismos, texturas, geometrias, o brilho do lurex e metalizados entram em cena para destacar a expertise da estilista Gina Guerra e suas influências urbanas associadas à moda street e retrô.

Azuis combinados com o laranja, verdes, off white, preto, dourado e tons terrosos iluminam tops, saias, calças, bodies e blusas lisas ou estampadas que valorizam o corpo e definem a temporada com peças versáteis para dia e noite.

O lançamento chega em lojas selecionadas do Brasil a partir do dia 17 de outubro.

Para ver antes, só clicar para dar um zoom nas fotos:

A GIG foi fundada em 2005 por Gina Guerra e Patricia Schettino. Desenvolve roupas femininas com modelagens impecáveis, acabamentos rigorosos e primoroso design se baseando em três ideias: atemporal, contemporânea e sofisticada. Suas tramas são enriquecidas a cada temporada através do aperfeiçoamento de técnicas e desenvolvimento de programações exclusivas, aliado aos maquinários de altíssima tecnologia encontradas na fábrica da marca, localizada em Belo Horizonte.

A marca conquistou as principais lojas multimarcas do país e está em showrooms na Itália, Espanha, Japão, EUA e França. Esse último, onde permanecem até hoje no Showroom Fabre, em Paris.

Hoje, Gina e Patrícia contam com repercussão internacional – a marca conquistou personalidades como Lana Del Rey, Beyoncé, Miranda Kerr, Lindsay Lohan e Christina Aguilera, que já foram vistas usando produções da GIG Couture. No Brasil, suas peças são frequentemente usadas por Marina Ruy Barbosa, Sabrina Satto, Isabella Fiorentino, Renata Kuerten, entre outras.

Onde comprar:

C&A

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções. Imagens de Mariana Maltoni e Lu Prezia. Preços de 4 de setembro de 2017.