Coalhada seca em 2 tempos, que barato!

 Nada como um boa porção de coalhada seca para se saborear em casa. No pão sírio, no francês, na torrada ou para acompanhar um quibe… hum, irrecusável!

Coalhada seca pronta para servir

Um pouco doce, um pouco azeda, um pouco densa. Ou mais para cremosa, não há quem diga não _exceto os intolerantes a lactose_ a uma porção bem temperadinha com azeite e zátar, ou pimenta do reino.

Mas a coalhada seca anda salgaaada…

Opa, não estamos falando do sal para temperar essa iguaria da culinária árabe. Mas do preço do prato vendido para viagem em restaurantes e rotisseries.

No Almanara, rede superconhecida e bastante frequentada em São Paulo, um pote com 200 gramas é vendido por R$ 20,50 _e isso na unidade da Praça da República, centro de São Paulo,  ou dos restaurantes dos shoppings. Ou do serviço de delivery de pedidos online. O preço é o mesmo.

Em outro tradicional, o Halim, situado no Paraíso, zona sul, um pote pequeno com 250 gramas custa R$ 12. Dá para três ou, estourando, quatro pessoas _como entrada ou acompanhamento.

Coalhada seca light Alibey em foto do site da empresaSe a gente for para o produto industrializado, no Pão de Açúcar online tem o pote com 300 gramas da marca Alibey na versão light que só vai chegar na sua casa por R$ 15,50. E na região da 25 de março, então… nem se fala: R$ 15,50 por 250 gramas no restaurante  Raful.

Então, o negócio é fazer coalhada em casa. Melhor da história: pouco trabalho e um pouco de tempo para que fique pronta.

Coalhada fresca

vale mais vai começar do começo: fazer uma boa quantia de coalhada fresca.

Você vai precisar de:

+ 1 copo de 170 gramas de coalhada.  Escolhemos o Ati Latte desnatado. Copo de coalhada fresca

+ 1 litro de leite que fica na geladeira do supermercado. Pode ser de saquinho ou embalado em garrafa de plástico branco. vale mais escolheu o Xandô desnatado. Nem tente leite de caixinha tetrapack: simplesmente não funciona.

+ Uma tigela de vidro tipo Marinex ou de louça.

1º tempo – fazer a coalhada fresca

Ferva o leite com o cuidado de mexer para não queimar na base da leiteira _cheiro e gosto de queimado ninguém quer, né?

Leite Xandô desnatadoDepois de fervido, verifique a temperatura – quando estiver entre o morno e o quente, ou quando você suportar o leite nas costas da sua mão sem queimar, é o momento certo para utilizar na feitura da coalhada.

Coloque o leite na tigela ou recipiente de vidro. Para um litro de leite, pegue 2 colheres de sopa cheias da coalhada comprada. Misture muito bem até dissolver.

Coloque a tampa do próprio recipiente ou utilize um prato que encaixe bem.

Envolva o recipiente com o leite ainda quente com uma toalha grossa e deixe em um canto sossegado que não tenha vento. O forno _desligado, claro_ é a melhor opção, pois conserva melhor a temperatura.

Deixe lá por 8 ou 10 horas. Se preparou a colhada de manhã, com certeza ao voltar do trabalho, estará pronta. Basta checar a consistência, que será firme, com um pouco de soro em cima e/ou em volta da coalhada.

2º tempo – o pinga-pinga da filtragem

Para fazer a coalhada seca, você vai precisar de muito pouco:

Jarra e pano de prato para filtragem

++ 1 pano de prato novo _lavado, obviamente.

++ 50 a 70 centímetros de uma fita ou barbante para amarrar.

++ 1 leiteira ou jarra com tamanho suficiente para conter a coalhada que você fez.

Coalhada fresca pronta para filtragemAmarração do saquinho de filtragemBem, agora é uma questão de jeito. Pegue o pano de prato e forre a leiteira. Coloque a coalhada dentro do pano de prato com a ajuda de uma colher ou concha.

Quando terminar, pegue a fita já separada, amarre o pano de prato, ainda dentro da leiteira, de maneira parecida a um ovo de Páscoa embrulhado. Deixe um pouco de espaço para não “apertar” a coalhada.

Escolha um canto na cozinha onde possa pendurar o saquinho com a coalhada. Use a leiteira para receber o pinga-pinga do soro da coalhada. Este processo vai rolar por horas.

Coalhada fresca em processo de filtragem

Pronto, de manhã cedo, ou depois de 6 ou 7 horas, está finalizada a sua coalhada seca: agora é só desamarrar o saquinho, que agora estará murcho, e guarda-la em um vidro ou louça com tampa.

2014-11-06 18.46.52Você vai notar que ficou bastante soro na leiteira _não jogue fora antes de ver se a coalhada ficou na textura desejada.

Há quem prefira a pasta bem densa. E sempre tem gente que aprecia mais cremosamente, mais leve. Se este for o seu caso, basta misturar uma ou duas colheres do soro de volta na colhada seca. Só isso.

Guarde na geladeira em recipiente de vidro ou louça, com tampa, ou pode ressecar.

Escolha um prato transparente ou com fundo que contraste com o branco da coalhada.

Acrescente azeite _opte por um com acidez baixa, sal e zátar ou hortelã em pó ou bem picadinha.

Coalhada secaSirva como entrada com pão sírio, francês ou torradas. Ou como acompanhamento de saladas, quibes ou carne. Delícia!

Por menos de R$ 5,50 coalhada seca para 6 pessoas. E sem gordura.

Bom apetite!

E você, costuma combinar esta pasta árabe com que comida? Conte prá gente e, se quiser, envie fotos: sigavalemais@gmail.com.

Obrigada e até logo mais!

Anúncios

6 comentários sobre “Coalhada seca em 2 tempos, que barato!

    1. Olá, Amanda, obrigada pelo contato! Como é um prato natural e sem conservantes, creio que no máximo três dias. Recomendo você fazer em quantidades pequenas para justamente não ficar muito tempo em geladeira. Costumo fazer no máximo 1 litro cada vez. Dependendo das pessoas presentes nas refeições, acaba no fim do dia! Ah, uma dica: guarde com tampa e em vidro ou louça. Os temperos e o azeite, costumo colocar na hora de consumir. Quando fizer, manda uma foto aqui para vale mais! Qualquer dúvida ou esclarecimento, estou a disposição. Abraços, Filomena, editora.

      Curtir

  1. Sugestão da Norma Lúcia Villares no Face que copio aqui: “Para preparar o seu zátar em casa, junte partes iguais de: tomilho seco, orégano, cominho, manjerona, sal grosso e gergelim branco. Macere tudo no pilão, prove um pouquinho para ver como está o sal e use para temperar saladas, queijos e carnes. A mistura original de zátar também leva sumac (sumagre), um pó vermelho e ácido, mas como não é tão fácil de encontrar, faça sem ele que ainda assim terá um resultado fantástico.” Valeu, Norma, obrigada!!!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe seu recado!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s