Arquivo da categoria: Brasil

MAIOR LIMPEZA – ‘Número 2’ sem vergonha

O tempo passa e cada vez mais surge no mercado uma novidade inesperada. Estes dias vi em uma farmácia um produto totalmente surpreendente: o FreeCô. Na caixinha onde ele se destaca sobre o balcão, o recado é direto: “Nº 2 sem medo e sem cheiro”.

Oi???

FreeCô, novidade que promete não deixar pistas que o banheiro foi usado para o “número 2”, R$ 21,90 na Drogaria São Paulo, aqui, R$ 16,42 no Walmart, aqui
Tecnicamente, vamos dizer assim, trata-se de um líquido bloqueador de odores sanitários em frasco com spray. Ensina o fabricante que é preciso borrifar cinco vezes o produto na água do vaso sanitário para que se anule o mau cheiro que pode constranger homens, mulheres e crianças.

Assim, como num passe de mágica? Não não. Trata-se de uma mistura de óleos descritos no rótulo (Citrus Aurantium Dulcis Peel Oil Expressed, Eugenia Caryophyllus Leaf Oil, Cinnamomum Cassia Oil, mais Polysorbate 80, álcool e água – ou óleos essenciais de laranja doce, folha de cravo e canela aromática) –  que criam uma película protetora na superfície da água, explica o fabricante. Esta película, acrescenta, “neutraliza o mau cheiro antes mesmo de ser percebido”.

FreeCô em várias versões com preços a partir de R$ 19,90, na Netfarma, aqui
O bloqueador de odores sanitários tem duas versões, a original, com essência de capim-limão, e especiarias, que leva essência de cravo e canela.  A embalagem que encontrei na Drogaria São Paulo e na Drogasil é a de 60 ml, que promete 100 usos. Entre outras, uma versão com 15 ml, para carregar na bolsa e até dentro de uma pasta escolar ou necessaire.

Então, novidade das boas… Quem não quer fazer o “número 2” sem deixar rastros? Pode ser bom no ambiente de trabalho, na escola, no bar, restaurante, no metrô, no shopping, na casa dos amigos, de parentes, na república de estudantes, na balada. Ou em casa mesmo.

Na Drogasil, o FreeCô fica na ponta da gôndola, R$ 21,90

A empresa acrescenta que o produto ajuda a “eliminar um dos principais motivos de bullying, constrangimentos e humilhações no trabalho, na escola, em casa, nos relacionamentos afetivos ou entre os amigos”. Pode ser.

E para quem ainda está pasmo, no site da empresa, vergonha nenhuma pra explicar o produto. Até desenho tem, caso demore pra cair a ficha.

 Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲.
Salve o número
011 9 9985-3577 e
envie a frase Eu Quero no WhatsApp. Pronto!

Onde comprar o FreeCô:

Drogaria São Paulo – Drogarias Pacheco – Netfarma –  Walmart

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções; links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Imagens dos sites das empresas citadas. Preços de 10 de agosto de 2017.
Anúncios

BOM, BARATO E GOSTOSO – Queijo Canastra a partir de R$ 26 no Mercado da Lapa

Cada vez mais o queijo Canastra marca presença na mesa do brasileiro. E porque tem tanta gente querendo comprar, mais empórios oferecem essa delícia. No Mercado da Lapa, em São Paulo, tradicional centro de compras da região oeste da cidade, dá para encontrar de vários produtores mineiros a partir de R$ 26. Preço excelente!

No Mercado da Lapa, em São Paulo, muito queijo Canastra na Amábile Queijos por R$ 33,99 e R$ 35,99

Na Banca de Frios São Miguel o Canastra é vendido a R$ 26 o quilo, produzido pelo Entreposto de Laticínios Brasil Novo _na embalagem informa ser da cidade de Abadia dos Dourados.

Clique aqui para curtir vale mais no Facebook!

Os queijos Canastra podem ser encontrados inteiros e em metades, como na Laticínios Iguape, a R$ 32 o quilo

No box Laticínios Iguape o queijo vem de São Roque de Minas e o quilo sai por R$ 32. O mesmo queijo no Almeida Queijos está R$ 34, R$ 2 mais caro.

No box Rei do Norte, que, lógico, está cheio de produtos da região Norte e Nordeste do país, o quilo sai por R$ 29 e o produtor é a Fazenda Conquista.

Na Amabile Queijos, dois tipos de Canastra: um vendido a R$ 33,99 o quilo e o outro, R$ 35,99. Vale experimentar _comprei o que seria menos salgado mas… estava beeem salgado.

Em quase todas as bancas os queijos estão entre o fresco e o meia cura, como no Rei do Norte, R$ 29 o quilo

Todos eles, vale ressaltar, embora sejam oferecidos como meia cura, estão, creio, na faixa entre o fresco e o meia-cura.

E para quem ainda não experimentou, o queijo Canastra é feito a partir de leite cru. Simplesmente fundamental no sanduba de queijo quente ou no hambúrguer gourmet que os novos chefs preparam em hamburguerias. Também pode ser ralado na tapioca ou usado no recheio da omelete, que fica sensacional.

O Canastra da banca de frios São Miguel o quilo sai por R$ 26

De aperitivo, regado no azeite para reinar sozinho na boca, não tem outro que caia tão bem com um pouco de orégano.

Com café, ou com vinho. Dá aquele toque gostoso na roda de conversa com os amigos.

Logo cortadoReceba as boas notícias de vale mais  direto no celular. Envie uma mensagem para 011 9 9985-3577 pelo WhatsApp. Pronto! Saiba mais clicando aqui!

Há alguns poucos anos, não era tarefa fácil de achar essa delícia mineira.  Alguns empórios antigos recebiam o queijo ainda bem artesanal, sem embalagem de plástico ou outro material também usado.

Mesmo na zona cerealista, eram apenas dois pontos de venda do queijo Canastra. Hoje já está mais tranquilo.

Na banca Almeida Queijos, Canastra por R$ 34 o quilo

DELÍCIA – Onde comprar o famoso queijo da Canastra em MG, SP e RJ

Endereço:

Mercado da Lapa – rua Herbart, 47 – Lapa, São Paulo, fone (11) 3641-3946.

vale mais

 Para quem quer curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por alterações de informações e preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, vendas por telefone, estoques e tampouco durante promoções. Preços de 8 de agosto de 2017.

HOMEM, MULHER – Achados da liquidação de inverno

É bom aproveitar preços que baixaram para se adquirir roupas e acessórios desta liquidação.

Achados na Amaro: calças de couro e linho, vestido e bolsa de veludo e blusa de gola alta, aqui

Afinal, o inverno ainda está rolando e vale a pena acrescentar no armário calças, blusas, botas e outras peças que ajudam a aquecer.

Jaqueta Bomber bordada e colete matelassê com capuz masculinos na C&A, aqui
Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲.
Salve o número
011 9 9985-3577 e
envie a frase Eu Quero no WhatsApp. Pronto!

Dei uma boa rodada na C&A e na moderna Amaro e achei boas peças, algumas delas com preços bem reduzidos, entre os quais um post de botas tipo montaria por R$ 99,99. Estava R$ 229,99 e tem vários números.

Achados na C&A incluem botas de couro de menos de R$ 100 e um suéter que vale mais, aqui

Você pode ir direto por estes links:

AmaroC&A

vale mais

Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções; links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Imagens dos sites das empresas citadas. Preços de 7 de agosto de 2017.

DELÍCIA – Onde comprar a ricota mais barata de São Paulo

Os tempos difíceis da nossa economia estão fazendo os preços subirem. Até da ricota fresca, tipo de queijo muito procurado porque cai bem em milhares de pratos. Mas em vez de pagar R$ 15, R$ 18 ou até R$ 25 o quilo nos supermercados que você frequenta, é possível e bem viável gastar menos da metade: de R$ 7 a R$ 9 ou pouco mais na zona cerealista, em São Paulo.

Ricota Camanducaia, R$ 7 o quilo, na zona cerealista, em São Paulo

Isso mesmo. Um pedaço de bairro do Bras, região central de São Paulo, com dezenas de lojas com especiarias, frutas secas, arroz integral, farinhas dos mais diversos tipos, vinhos, azeites, queijos italianos, Canastra e tantos outros. E ricota fresca.

A loja responsável pelo menor preço na área é a Camanducaia, empório que consegue vender a preços atraentes a ricota e outros queijos porque é produtor. Uma fazenda em Goiás produz os laticínios com marca própria, Camanducaia.

Logo cortadoReceba as boas notícias de vale mais  direto no celular. Envie uma mensagem para 011 9 9985-3577 pelo WhatsApp. Pronto! Saiba mais clicando aqui!

Clique aqui para curtir vale mais no Facebook!

Já experimentei e digo que a ricota é boa. Mesmo. Ela vem em pacotes de aproximadamente 500 gramas. No caixa, ele é pesado, como manda a lei. Ponto para a Camanducaia.

Ela vai bem em pratos salgados. No recheio de doces como o struddell, que tanto vende em padarias. Também ajuda muuuuuita gente a emagrecer porque tem pouca gordura. A ricota, todo mundo conhece, é um tipo de queijo que vale mais por essas características e outras mais.

No Mercantil Santa Paulo, três marcas de ricota de R$ 7,20 a R$ 9

A Casa Flora, um dos pontos comerciais da zona cerealista um pouco mais sofisticado, também tem a sua versão da ricota a R$ 7,40 o quilo. Logo vou querer experimentar.

Uma quadra distante, na rua da Alfândega, o supermercado Mercantil Santa Paula vende três marcas de ricota: Nova Nata, a R$ 7,20, Yema, a R$ 8,30, e Fazenda, a R$ 9. Na geladeira, a bandeja da mais barata está mais vazia, é claro. Você pode escolher a sua ou experimentar. Os vendedores dizem que a mais barata é a mais macia.

Valores nutricionais da ricota Camanducaia

Então, vale conferir.

Não conheço nenhum outra região com preços tão atraentes!

Queijo da Canastra tem preço imbatível na zona cerealista

DELÍCIA – Onde comprar o famoso queijo da Canastra em MG, SP e RJ

Boas compras!

Endereços:

* Laticínios Camanducaia: rua Santa Rosa, 187,  Brás, fone 11 3312-3505

* Casa Flora: rua Santa Rosa, 197, Brás, São Paulo, fone 11 2842-5199

* Mercantil Santa Paula: rua da Alfândega, 415 – Brás, fone 11 3326-2888

vale mais

 Para quem quer curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por alterações de informações e preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, vendas por telefone, estoques e tampouco durante promoções. Preços de 3 de agosto de 2017.

📽 DE GRAÇA OU BEM BARATO – Festival Anima Mundi traz 345 filmes do mundo todo

Quem curte filmes de animação pode se sentir no paraíso a partir de hoje. O Anima Mundi, conhecido festival que já rola há  25 anos, acontece em várias salas de cinema em São Paulo até domingo próximo. Bacana é que tem 345 produções de 45 países, entre elas 70 nacionais. Boa parte delas com entrada gratuita. E nas sessões pagas, o preço da inteira é bem atraente: R$ 4 ou R$ 10 (preços de inteiras), dependendo do cinema. Baixe a programação completa no final do post.

“Cavalos na Janela”, longa de animação de Ann Marie Fleming, um dos destaques do Anima Mundi

Entre os destaques: a presença de Robert Feng, diretor de arte da premiada abertura da série “Game of Thrones”, também produtor de “Rock Dog, no Faro do Sucesso”, curta metragem, que está no festival. Ele irá ministrar uma aula sobre a produção de seu trabalho que se tornou mundialmente famoso.

O pré-lançamento do longa “Lino”, que narra as agruras de um azarado animador de festas e conta com as vozes dos atores Selton Mello, Paolla Oliveira e Dira Paes. O longa da Fox Films estreia em setembro no Brasil.

Com uma programação especialíssima, convidados internacionais e oficinas para quem quer aprender cinema de animação, o festival conta com 470 filmes, incluindo as mostras. Realizado desde 1993 pelos animadores Aída Queiroz, Cesar Coelho, Lea Zagury e Marcos Magalhães, o Anima Mundi acontece no Rio e em São Paulo. Ajuda a fomentar os filmes de animação no Brasil e é responsável pela formação de toda uma geração de realizadores e de um público apaixonado.

Acontece de hoje a domingo na: Caixa Belas Artes, Centro Cultural Banco do Brasil, Centro Cultural São Paulo, Cinemateca Brasileira e no Circuito Spcine, com salas localizadas em todas as regiões da cidade.

As mostras competitivas reúnem 182 produções nas categorias Curta (82 títulos), Curta Infantil (49), Longa-Metragem (4), Longa-Metragem Infantil (3), Galeria (20 filmes experimentais) e Portfólio (24 filmes publicitários ou feitos sob encomenda). O Anima Mundi é qualificado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos EUA e o curta vencedor do Grande Prêmio Anima Mundi é selecionado para a disputa do Oscar.

A programação inclui mostras não competitivas e palestras e bate-papos para profissionais, amadores e amantes da animação, além do Estúdio Aberto Petrobras, que acontece no CCSP, onde crianças e adultos poderão experimentar como é criar imagens animadas como as exibidas nas sessões do festival. As técnicas apresentadas são pixilation e massinha. O Estúdio Aberto acontece no CCBB e as crianças aprenderão o que é um zootrópio.

Entre os destaques da edição 2017 estão as Sessões Petrobras apresentando os filmes que foram premiados nos 25 anos do festival; uma retrospectiva dos cem anos da animação brasileira; além do Foco Canadá, que contempla uma mostra com quatro sessões especiais incluindo produções do National Film Board para crianças e adultos e um documentário sobre o célebre Norman McLaren. Em 2017, o Canadá completa 150 anos e para comemorar, o Anima Mundi traz ao Brasil em parceria com o Consulado do país o animador canadense Robert Valley e o residente Theodore Ushev.

“Processo Criativo: Norman McLaren”, documentário de 1990 de Donald McWilliams sobre o gênio da animação

A exposição interativa Flora, do artista multimídia alemão Philipp Artus, apresenta, no Centro Cultural São Paulo  (CCSP), animações experimentais que exploram as manifestações da vida através dos movimentos, criando formas que se assemelham à aparência de plantas. O público pode controlar interativamente a animação com um touchpad, e assim projetar novos padrões.

Para o público adulto – Os aguardados longas-metragens são ‘Pequenos Heróis’ (Pequeños Heroes  – Venezuela), sobre três crianças que ajudam Simon Bolívar em sua luta pela liberdade, com direção de Juan Pablo Buscarini (um dos produtores do sucesso do cinema argentino Um Conto Chinês); ‘Ethel e Ernest’, de Roger Mainwood (Reino Unido/Luxemburgo), desenhado a mão e dirigido por Roger Mainwood, que faz um retrato íntimo do estilo de vida londrino de seus pais; e o delicado ‘Cavalos na Janela’ (Window Horses – Canadá), de Ann Marie Fleming, que conta a história de uma jovem poetisa canadense com pais chineses e persas que viaja até o Irã para se apresentar em um festival de poesia. Do Brasil, serão exibidos curtas esperados como ‘Sob o Véu da Vida Oceânica’, de Quico Meirelles; ‘Em Crise’, de Amir Admoni; ‘Mundo de Wander’, de Lisandro Santos; ‘Finito’, de Mauricio Bartok Ruiz, entre muitos outros.

Para as crianças – São quatro longas infantis na programação deste ano: ‘Barkley’, de Li-Wei Chiu (Taiwan); ‘Os Comedores de Pés de Meia’, de Galina Miklínová (República Tcheca/Eslováquia); ‘Pixi Post, Os Entregadores de Presentes’, de Gorka Sesma (Espanha) e ‘Rock Dog – No Faro do Sucesso’, de Ash Brannon, produção que une China e Estados Unidos. Além de 49 curtas-metragens de todos os cantos do planeta, haverá a exibição de episódios inéditos da segunda temporada da série de animação Irmão do Jorel, do Cartoon Network, com participação do criador, Juliano Enrico.

“Rock Dog, no Faro do Sucesso”, curta produzido por Robert Feng, diretor de arte da abertura de Game of Thrones

Papos Animados – Além da exibição dos filmes, o Anima Mundi promove os ‘Papos Animados’, que reúnem conversas com grandes diretores de animação do Brasil e do mundo. Este ano, entre os convidados, está o holandês Michael Dudok, vencedor do Oscar de melhor curta de animação pelo filme ‘Pai e Filha’ (Father and Daughter), em 2001. Além da estatueta, ele acumula um prêmio César para melhor curta-metragem de animação e uma indicação ao Oscar, com ‘O Monge e o Peixe’ (The Monk and the Fish – 1994). Dudok, vencedor do prêmio de melhor longa do Anima Mundi 2016, no Rio e em SP, também foi indicado, no mesmo ano, ao Oscar por ‘The Red Turtle’. Robert Valley, indicado ao Oscar pelo filme ‘Cidra de Pêra e Cigarros’ (Pear Cider and Cigarretes – 2017), apresenta sua marcante linguagem de HQ e videoclipes de bandas como Gorillaz e Metallica.Também estarão presentes o diretor uruguaio Walter Tournier, premiado em diversos países com os filmes “O Chefe e o Carpinteiro’ (El jefe y el carpintero), ‘Natal Caribenho’ (Caribbean Christmas), ‘Apesar de Tudo’ (A pesar de todo), entre outros; o búlgaro Theodore Ushev, que teve seu filme Blind Vaysha premiado como melhor roteiro da edição de 2016 no Anima Mundi e, em 2017, foi indicado ao Oscar de melhor curta de animação; e o brasileiro Guilherme Alvernaz, filho do animador Ruy Perotti – um dos pioneiros da animação nacional – e sócio na produtora Oca Filmes, que participa do papo “Família Perotti – três gerações de animadores”, que reúne pai e filho, além do irmão, Bruno Avila Barbosa.

Momento de “O Sonho”, curta de Samira Daher, mostra “Olho Neles”

Maratona Animada SENAI – O Anima Mundi, em parceria com o SENAI, lança um desafio criativo para um grupo de animadores previamente inscritos. Eles precisam desenvolver um curta-metragem em sete dias contendo tema e elemento obrigatório escolhido pelo festival. As produções vão ser avaliadas por um júri técnico nos quesitos animação, roteiro, arte, edição e som. Os três filmes finalistas serão exibidos no encerramento do Anima Mundi. A equipe vencedora ganhará R$ 5 mil, além de bolsas de estudo para cursos de animação do SENAI.

Circuito SPcine – Nesta edição, o Anima Mundi chega também às salas do Circuito Spcine através da maior rede de salas públicas de cinema do Brasil. O Festival estará presente nas salas SPcine Olindo, SPcine Roberto Santos, SPcine Cidade Tiradentes e nos CEUs. Serão exibidas cerca de 50 produções de diversos países como Rússia, Alemanha, Hungria, Brasil, Lituânia, Irlanda e Israel.

Cena de “Juros Unidos”, da mostra Panorama do Anima Mundi

Anima Forum 2017 – Pensado também para os profissionais do ramo, o Anima Forum promoverá 17 palestras e mesas redondas em São Paulo (de 26 a 28 de julho, no SENAC), além de masterclasses voltadas para os interessados no mercado de animação.  Outras masterclasses serão ministradas por Robert Valley, que revela seu processo criativo, dos quadrinhos à animação; e Walter Tournier, mestre do stop motion uruguaio, que conta como é possível produzir filmes do gênero com baixo orçamento.

As mesas redondas, sempre muito concorridas, abordam diversos assuntos relevantes ao universo da animação. Em São Paulo os temas das mesas redondas são “Dando vida aos personagens – Como criamos as vozes originais do Irmão do Jorel”, “Mecanismos de financiamento à animação” e “Atravessando a fronteira – animação e games”. “Criação e produção de trilha sonora para longa-metragem e séries de animação”, “Primeira Vista – ‘Tito e os Pássaros’” e “Tratado Brasil-Inglaterra: oportunidades para a animação brasileira” são os assuntos abordados nas palestras.

 ❤ Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲.
Salve o número
011 9 9985-3577 e
envie a frase Eu Quero no WhatsApp. Pronto!

O Anima Mundi acontece nestas salas de hoje a 30 de julho (domingo) em São Paulo:

➡ De graça:

Sessões pós-festival:

➡  Com ingressos de R$ 4 a R$ 10:

  • Caixa Belas Artes – Rua da Consolação, 2423 – Consolação – Funcionamento: Quarta a Domingo, das 13:00 às 21:00 | Informações: (11) 2548-7553 – Ingressos: inteira R$ 10 e meia R$ 5
  • CCBB – Centro Cultural Banco do Brasil – Rua Álvares Penteado, 112 – Centro –  Funcionamento: Quarta a Segunda, das 9:00 às 21:00 | Informações: (11) 3113-3651 – Ingressos: inteira R$ 10 e meia R$ 5
  • CCSP – Centro Cultural São Paulo – Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso – Funcionamento: Terça a Domingo, das 10:00 às 22:00| Informações: (11) 2253-1580 – Ingressos: inteira R$ 4 e meia R$ 2

Sessões pós-festival:

  • CCBB São Paulo – Centro Cultural Banco do Brasil – 31/07 – Rua Álvares Penteado, 112 – Centro – Funcionamento: Quarta a Segunda, das 9:00 às 21:00 | Informações: (11) 3113-3651 – Ingressos: inteira R$ 10 e meia R$ 5

➡ ANIMA MUNDI – PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Link direto: Festival Anima Mundi

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções; links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Imagens de divulgação e YouTube.05

DE GRAÇA – Curso online promete ajudar estudantes da rede pública à entrar na USP

Agora será mais fácil entrar na USP, Universidade de São Paulo, uma das mais procuradas instituições de ensino público.  A própria universidade irá oferecer cursinho online e gratuito a alunos do 1º ao 3º ano do ensino médio da rede pública pelo programa “Vem pra USP”.

Praça do Relógio, na USP, foto Wikimedia

A iniciativa foi concretizada no dia 19 de junho com as assinaturas do protocolo de intenções entre a USP e a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (SEE).

O objetivo é incentivar o acesso de estudantes da rede pública de ensino a cursos de graduação da USP.

Um grupo selecionado de alunos terá acesso, por plataforma online, às aulas elaborados pelos professores dos cursinhos populares da Escola Politécnica e do Instituto de Matemática e Estatística. No caso, a plataforma online usada é o sistema e-Aulas , que é o serviço web de conteúdos educacionais em mídia digital da USP.

Os alunos poderão participar de aulas preparatórias e de monitoria de estudos on-line, de acordo com o ano que estiverem cursando.

Seleção

Para participar do programa, os alunos deverão se inscrever na Competição USP de Conhecimentos, que será organizada pela Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest) e terá duas fases. A primeira consistirá em uma prova on-line com questões de múltipla escolha de conhecimentos gerais e atualidades.

A segunda fase será uma prova presencial nas unidades do programa Escola da Família da SEE, em regiões definidas previamente. A prova terá 45 questões de múltipla escolha: 15 de matemática, 15 de português, dez de ciências e cinco de conhecimentos gerais.

Os mais bem classificados do 3º ano serão contemplados com visitas guiadas à USP e a institutos de pesquisa, como o Instituto Butantan. Além disso, terão isenção na taxa de inscrição da Fuvest e receberão bônus de até 25% nas notas das provas da primeira e segunda fases do vestibular.

As inscrições serão abertas em agosto e as provas, realizadas em setembro.

 ❤ Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲.
Salve o número
011 9 9985-3577 e
envie a frase Eu Quero no WhatsApp. Pronto!

Vamos ficar de olho aqui no blog para informar mais sobre esse curso online.

Com Agência Fapesp.

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções; links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções.

BOM, BARATO E GOSTOSO – Como fazer marzipan com menos de R$ 10

Comer bem é um dos prazeres mais gostosos do inverno. Mas com economia, é claro. A receita de hoje é para unir o agradável ao necessário e ainda por cima com um toque de charme. Marzipan feito em casa. Esta receita é fácil e barata: com menos de R$ 10 é possível praticamente 300 gramas do doce.

Receita de marzipan: fácil de fazer e barata

O doce feito de amêndoas é gostoso e pode ser saboreado puro ou no recheio de pães doces, como no stollen (logo mais ele vem aí).  Atualmente, na zona cerealista, em São Paulo, é possível comprar amêndoas cruas sem casca por cerca de R$ 40 o quilo, agora que a Páscoa já passou e os preços sossegaram para baixo.

Mas vamos direto ao doce deste texto:

Receita de marzipan fácil:

Marzipan feito em casa: só três ingredientes

Ingredientes:

  • 200 gramas de amêndoas cruas sem casca
  • 100 gramas de açúcar de confeiteiro
  • 3 colheres de sopa de rum ou licor de amêndoas
 ❤ Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲.
Salve o número
011 9 9985-3577 e
envie a frase Eu Quero no WhatsApp. Pronto!

Como preparar o marzipan:

Tire a pele das amêndoas.

Depois de ficar na água bem quente por uns 10/12 minutos, a pele sai com facilidade, só apertar

Moleza, minha gente: lave as amêndoas em água corrente para tirar o pó. Coloque água para ferver o suficiente para cobri-las e mais um pouco só. Assim que a água ferver, desligue e coloque as amêndoas já lavadas. Cerca de 10 minutos depois, experimente tirar a casca como faria com uma uva: aperte que ela soltará.

Se ainda estiver difícil, deixe mais o necessário para que a casca se solte e você pode retirá-las.

Enxuge bem em um pano de prato ou papel toalha. Este passo é importante para que não grudem na hora de moê-las.

GOSTOSO E ECONÔMICO – Receita de bolo fofo de chocolate belga

Bata as amêndoas em um processador. Acrescente o açúcar de confeiteiro, bata novamente. Depois, acrescente o rum e bata até que forme uma massa molhada, que também pode formar uma bola dentro do equipamento
  1. Em um processador, bata bem a metade das amêndoas té que vire farinha. Pode colocar um pouco do açúcar para que não grude no fundo.
  2. Acrescente metade do açúcar de confeiteiro e bata para misturar.
  3. Agora coloque uma colher e meia de sopa de rum ou do licor. Importante espalhar a bebida no vasilhame do processador. Bata bem até que a massa fique como uma bola ou um pouco unida.
  4. Retire do processador e repita o processo para as metades restantes dos ingredientes.
  5. Una as duas massas e pronto!

Faça cilindros ou bolinhas como doce. Passe em açúcar cristal ou outro acabamento que prefira. Pode servir em forminhas ou comer direto no prato, com um garfo. Dá para carregar de sobremesa para o almoço do escritório: embrulhe em papel alumínio que dá tudo certo.

DICA: Você pode guardar o marzipan em formato de bola na geladeira em um saquinho apropriado até 4 ou 5 dias. Naturalmente, como tudo que é feito sem conservante, todo cuidado é importante.

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções; links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Imagens do blog.