Arquivo da categoria: Saúde

febre-amarela

FEBRE AMARELA – Saiba os sintomas e como se prevenir

A febre amarela está alarmando muita gente em Minas Gerais. Não é para menos, até anteontem foram notificados 152 casos e 47 mortes suspeitas em 26 municípios desse Estado, segundo o Ministério da Saúde.

Para quem não conhece, aqui no Brasil os casos dessa doença são classificados como febre amarela silvestre ou febre amarela urbana.

Mosquito do gênero Sabethes, transmissor da febre amarela em áreas rurais do Brasil
Mosquito do gênero Sabethes, transmissor da febre amarela em áreas rurais do Brasil

O vírus da doença é o mesmo mas os mosquitos transmissores são diferentes: nas cidades, é o conhecido Aedes aegypti, que também transmite a zika, a dengue e a chikungunya.

Logo whatsapp Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲 . Crie um contato para vale mais no número  011 9 9985-3577 e envie a frase Eu quero no WhatsApp. Pronto!

Nas áreas rurais, os mosquitos são dos gêneros Haemagogus e Sabethes. Os macacos são os principais hospedeiros do vírus e os casos em humanos acontecem quando uma pessoa não vacinada adentra uma área silvestre e é picada por mosquito contaminado.

Como é o clico da transmissão da febre amarela
Como é o ciclo da transmissão da febre amarela (Ministério da Saúde)

Especialistas reforçam que o vírus nunca é transmitido de ser humano para ser humano, informa a Fiocruz, centro de pesquisa especializado em saúde e ciência.

A febre amarela não afeta pessoas do país todo, pois se restringe a algumas regiões.

Os sintomas iniciais incluem febre, calafrios, dor de cabeça, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza.

Em casos graves, a pessoa pode desenvolver febre alta, icterícia (coloração amarelada da pele e do branco dos olhos), hemorragia e, eventualmente, choque e insuficiência de múltiplos órgãos. Se não for tratada rapidamente, a febre amarela pode levar à morte em cerca de uma semana.

De acordo com especialistas, não há tratamento específico para a febre amarela. A vacinação continua sendo a principal medida de prevenção contra a doença, além do controle do mosquito transmissor.

A vacina é produzida pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz) e consta no Calendário Nacional de Vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS). É gratuita!

Quem deve se vacinar, informa o Ministério da Saúde:

Para residentes em áreas de risco:

  • Para crianças, a administração de uma dose aos 9 meses de idade e um reforço aos 4 anos.
  • Para pessoas a partir de 5 anos de idade que receberam uma dose da vacina, é necessário um reforço.
  • Para quem que nunca foi vacinado ou não possui comprovante de vacinação, é preciso administrar a primeira dose da vacina e um reforço após 10 anos.
  • Pessoas que já receberam duas doses da vacina ao longo da vida já são consideradas protegidas.

Quem vai viajar para regiões silvestres, rurais ou de mata deve se vacinar contra a febre amarela com pelo menos dez dias de antecedência.

A prevenção também deve ser feita com o uso de repelentes e roupas protetoras, além da vacina, indica a Fiocruz.

➡ Vale lembrar que crianças abaixo de 6 meses, gestantes e idosos acima de 65 anos, bem como indivíduos em tratamento ou com condições que levem a depressão da imunidade, não devem tomar a vacina ao menos que haja recomendação explícita do médico, afirma  o infectologista André Siqueira, do Laboratório de Pesquisa Clínica em Doenças Febris Agudas do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz).

Orientações do Ministério da Saúde sobre febre amarela
Orientações do Ministério da Saúde sobre a vacina contra febre amarela

Para quem não sabe, os municípios de Minas Gerais com ocorrência de casos suspeitos de febre amarela  são: Ladainha, Malacacheta, Frei Gaspar, Caratinga, Piedade de Caratinga, Imbé de Minas, Entre Folhas, Ubaporanga, Ipanema, Inhapim, São Domingos das Dores, São Sebastião do Maranhão, Itambacuri, Poté, Setubinha, Água Boa, São Pedro do Suaçuí, Simonésia, Teófilo Otoni, Ipatinga, Alpercata, Ouro Verde de Minas, Itanhomi, Santa Rita do Itueto, Alvarenga e Novo Cruzeiro. Essas cidades estão na chamada área de recomendação para vacinação, assim como todo o estado de Minas Gerais.

No Espírito Santo, Estado vizinho, 26 municípios passarão a vacinar a população: Águia Branca, Água Doce do Norte, Alto Rio Novo, Apiacá, Baixo Guandu, Barra de São Francisco, Bom Jesus do Norte, Brejetuba, Conceição do Castelo, Divino de São Lourenço, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Ibatiba, Ibitirama, Irupi, Iúna, Laranja da Terra, Mantenópolis, Montanha, Mucurici, Pancas, Pedro Canário, Ponto Belo, São Gabriel da Palha, Venda Nova do Imigrante e São Roque do Canaã.

Os estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Espírito Santo e Rio de Janeiro estão fora da área de recomendação para a vacina.

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções; links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Imagens da Agência Saúde e Ministério da Saúde.
Tela protetora de 2 m x 1,5 metro para janela, R$ 7,29 no site Ali Express, aqui

BARRADOS NO BAILE – Telas para janelas protegem contra mosquitos da zika, dengue e febre amarela

O calor chegou e, não bastasse os Aedes aegypti em proliferação na água limpa,  os mosquitos mais “comuns” que gostam de água de esgoto e suja estão invadindo várias áreas urbanas. Isso além dos transmissores da febre amarela em regiões rurais _que anda contaminando muita gente em cidades mineiras como Caratinga, entre outras.

Tela protetora de 2 m x 1,5 metro para janela, R$ 7,29 no site Ali Express, aqui
Tela protetora de 2 m x 1,5 metro para janela, R$ 7,29 no site Ali Express, aqui
O jeito é se proteger com telas para janelas. Eficientes, elas funcionam como uma barreira _opção saudável para evitar que pernilongos ou mosquitos piquem toda a família e transmitam doenças graves.

+ VÍRUS ZIKA, DENGUE – Ataque de repelente contra o Aedes aegypti

As telas têm preços acessíveis. Em geral são de nylon ou de metal. São vendidas em vários tamanhos padronizados (próximos ao tamanhos de janelas também padrão usados em prédios e casas) ou em rolos.

A tela magnética Block Insetos de até 110 X 160 centímetros é uma das opções para impedir a entrada de mosquitos, R$ 159,90 na Americanas, aqui
A tela magnética Block Insetos de até 110 X 160 centímetros é uma das opções para barrar mosquitos em casa, R$ 159,90 na Americanas, aqui

No site da Leroy Merlin, por exemplo, há maior disponibilidade nos nos tamanhos 3 x 1 metros0,80 x 1 metros, 1,25 x 1,25 metro, 1,25 x 1,55 metros, 1 x 1,5 metros, 5 x 1 metros e 5 x 1,5 metros, entre outros.

Algumas grudam nas janelas de forma magnética (e têm preços mais altos) e outras, com velcro.

Em geral são de fácil instalação e algumas delas vêm com um passo a passo bem detalhado em folheto incluído no pacote.

A tela com velcro é muito fácil de instalar, com 1,25 x 2,25 metros, R$ 43,90 na Leroy Merlin, aqui
A tela com velcro é muito fácil de instalar, com 1,25 x 2,25 metros, R$ 43,90 na Leroy Merlin, aqui

Muita gente pode se beneficiar com a instalação de telas, também chamadas de “fly stop” _incluindo os moradores da zona oeste de São Paulo, que, por ser perto do Rio Pinheiros, estão sofrendo verdadeiras invasões do Culex quinquefasciatus, ou o pernilongo comum. Esta espécie é possível transmissora de doenças, avisou ontem no Jornal Nacional o pesquisador da USP André Luís da Silva.

Além de muriçocas mil, as telas mosquiteiras para janelas também protegem contra o Aedes, que transmite a Zika, a dengue e a Febre Chikungnya. E também contra mosquitos Haemagogus e Sabethes, transmissores do vírus da febre amarela silvestre, que está contaminando muita gente em várias ciades de Minas Gerais.

+ Helloou!! Saiba se prevenir contra a dengue

DICAS PARA COMPRAR:

Veja quantas janelas de casa quer instalar as telas. Tire as medidas horizontais e verticais.

Leia atentamente as instruções descritas nos sites ou no pacote, caso opte por ir até a loja. Meça suas janelas e veja qual medida se adequa melhor às suas necessidades.

Mosquito em tela em foto macro de John, agosto de 2013
Mosquito em tela em foto macro de John, agosto de 2013

Onde comprar telas mosquiteiras para janelas:

Ali Express – AmericanasCasas Bahia

 Leroy MerlinMercado Livre – Mobly

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções. Imagens dos sites das empresas citadas e com Licença Creative Commons. Preços pesquisados em 13 de janeiro de 2017 não incluem frete.
Protetor solar Coppertone Tattoo e Gabriel Medina, campeão de surf

VERÃO DE QUEIMAR – Protetor solar ajuda a preservar tatuagem

Tem novidade para quem está sob o sol e tem tatuagem. Um protetor solar especial para tattoos, o  Coppertone Tattoo (claro que o nome tinha que ser esse).

O campeão de surf Gabriel Medina é garoto propaganda do novo Coppertone Tattoo
Tatuado, o campeão de surf Gabriel Medina é garoto propaganda do novo Coppertone Tattoo (foto do Instagram de Medina creditada como @stugibson)
Coppertone Tattoo, protetor solar especial para tatuagens
Coppertone Tattoo, protetor solar especial para tatuagens, na Época Cosméticos, aqui

Em Loção FPS 50 de 60 ml (preço sugerido R$ 24,90) e Spray FPS 50 de 177 ml (preço sugerido R$ 51,90), o protetor foi desenvolvido para proteger as tatuagens com barreiras físicas e químicas de maneira que minimiza os efeitos dos raios solares e ao mesmo tempo hidratar a pele de homens e mulheres. É o que promete a Coppertone, fabricante.

O campeão de surf Gabriel Medina, patrocinado pela marca, tem mais de dez tatuagens e usa protetor solar para mantê-las sempre protegidas.

Sheila Dal Piccolo, modelo da página Alt Girls Inked
Quem tem tatuagens como a modelo Sheila Dal Piccolo, da página Alt Girls Ink, precisa tomar cuidados no sol

“Todas as minhas tatuagens têm um significado muito especial e faço de tudo para que elas fiquem do jeito que idealizei. Como me exponho muito ao sol, pegando onda quase todos os dias, me protejo com protetor solar resistente à água e ao suor e procuro reaplicar frequentemente”, afirma o campeão, que é patrocinado pela empresa.

Medina firmou um acordo com a Coppertone para que a cada produto comprado R$ 1 seja doado para o instituto que leva seu nome
Medina firmou um acordo com a Coppertone para que a cada produto comprado R$ 1 seja doado para o instituto que leva seu nome

Gabriel é esperto fora d’água também. A cada protetor vendido, R$ 1 vai para o Instituto que leva o nome do campeão e que destina-se a formar crianças no surf. Apenas nesta semana, de 08 a 14 de janeiro, a cada Coppertone comprado, o valor dobra.

Logo whatsapp Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲 . Crie um contato para vale mais no número  011 9 9985-3577 e envie a frase Eu quero no WhatsApp. Pronto!

A atriz Fernanda Paes Leme, dona de sete tatuagens, revela que mesmo com os desenhos mais discretos, não se esquece deles em sua rotina de beleza: “Tenho a pele muito sensível e não posso descuidar. Minhas tatuagens continuam com um contorno bem vivo, pois eu não abro mão do protetor solar e do hidratante, até mesmo no inverno”.

O Coppertone Tattoo  faz parte de uma linha global da empresa adaptada exclusivamente à pele do brasileiro, com absorção mais rápida, sem adição de óleo, elevada resistência à água, alta proteção contra raios UVA e UVB e toque seco.

“O protetor garante que as cores e o traço das tatuagens sejam preservados, mesmo quando expostas ao sol. Queremos que as pessoas aproveitem mais a vida ao sol, se exponham mais e sejam mais autênticas, sem preocupações”, diz Giancarlo Fumagalli Guarnieri, gerente de Coppertone.

Onde comprar:

Drogaria São Paulo Drogarias Pacheco –  Época CosméticosOnofre

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções; links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Imagens dos sites das empresas citadas. Preços de 10 de janeiro de 2017.
Sutiã strappy bra detalhe vazado, R$ 29,99 na Marisa, aqui, e camiseta masculina estampada rosa na C&A, R$ 29,90, aqui

SAÚDE & MODA – Um outubro rosa para se prevenir contra o câncer

Outubro é mês de usar rosa. Para quem ainda não sabe, para a gente lembrar de prevenir o câncer de mama, doença que este ano pode acometer 57.960 pessoas, a maioria mulheres.

Sutiã strappy bra detalhe vazado, R$ 29,99 na Marisa, aqui, e camiseta masculina estampada rosa na C&A, R$ 29,90, aqui
Sutiã strappy bra detalhe vazado, R$ 29,99 na Marisa, aqui, e camiseta masculina estampada rosa na C&A, R$ 29,90, aqui
Capa da cartilha sobre câncer de mama, do INCA, do Ministério da Saúde
Capa da cartilha sobre câncer de mama, do INCA, do Ministério da Saúde

Para explicar a doença, como preveni-la, identificá-la e sinais e sintomas de como ela se manifesta, o INCA, Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva publicou um guia disponível na Internet e que trazemos aqui – Câncer de mama: é preciso falar disso.

Faça a sua parte, leia atentamente e compartilhe as informações.

Enquanto isso, faça de seu outubro, rosa!

Roupas e acessórios femininos e masculinos na cor rosa:

Blusa Peplum Quintess com Renda Floral Plus Size, R$ 89,99 na Posthaus, aqui, Camiseta decote V, R$ 14,99 na Posthaus, aqui, e short alto dori fluorescente, R$ 85, na Farm, aqui
Blusa Peplum Quintess com Renda Floral Plus Size, R$ 89,99 na Posthaus, aqui, Camiseta decote V, R$ 14,99 na Posthaus, aqui, e short alto dori fluorescente, R$ 85, na Farm, aqui
AmaroC&ADafiti FarmMarisaPosthausRenner

Logo whatsapp Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲 . Crie um contato para vale mais no número  011 9 9985-3577 e envie a frase Eu quero no WhatsApp. Pronto!

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções; links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Imagens dos sites das empresas citadas. Preços de 17 de outubro de 2016.
Foto destaque Vacina contra dengue

DENGUE – Saiba as clínicas que oferecem vacina a partir de R$ 750

A vacina contra a dengue começa a chegar em clínicas particulares em todo o país. São Paulo, Recife, Campinas (SP) e Piracicaba (SP), por exemplo, estão entre as primeiras cidades que oferecem o imunizante.

A boa notícia vem acompanhada de preços altos: cada dose tem o preço mínimo variando de R$ 250/R$ 300 _e tem preços acima destes.

≡ DENGUE – Paraná começa campanha de vacinação gratuita dia 13 de agosto

Foto da caixa da vacina contra dengue da página da clínica UPB, situada em Bangu, zona oeste do Rio de Janeiro
Foto da caixa da vacina contra dengue da página do Facebook da clínica UPB, situada em Bangu, zona oeste do Rio de Janeiro

Como são indicadas três doses subcutâneas com intervalo de seis meses entre cada, o gasto por pessoa imunizada com a Dengvaxia, nome comercial da vacina produzida pela indústria Sanofi Pasteur, ficará, no mínimo, R$ 750/R$ 900. Esse gasto ocorre no decorrer de um ano, por pessoa imunizada.

 Vale ressaltar que a vacina da Sanofi Pasteur não é indicada para: gestantes e mulheres que estão amamentando; pessoas com doença aguda ou doença febril moderada/grave; imunocomprometidos.

A parte de trás da caixa da vacina Dengvaxia traz informações como a data de validade
A parte de trás da caixa da vacina Dengvaxia traz informações como a data de validade e número do lote

Em São Paulo a Climuni, situada em Santana, zona norte da cidade, está agendando e cada dose vai custar R$ 250.

No Rio de Janeiro, a clínica UPB Vacinas já começou ontem, relata a coordenadora da clínica, enfermeira Deisiane Melo Reis. O preço de cada dose é de R$ 320, valor que pode ser parcelado em três vezes sem juros no cartão de crédito, informa.

Ilustração da página da Vaccine no Facebook
Ilustração da página da Vaccine no Facebook

No Recife, a Vaccine, com três unidades, informa que cobra R$ 285 e já está agendando.

Logo whatsapp Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲 . Crie um contato para vale mais  no número  011 9 9985-3577 e envie a frase Eu quero no WhatsApp. Pronto!

A Cidrin Vacinas, também na capital pernambucana, começa a vacinar a partir da próxima terça-feira e vai cobrar R$ 300 a dose. O agendamento da vacinação já tem 60 pessoas na lista de uma das suas três unidades.

 Contatos das clínicas no final do post! 

O agendamento é procedimento comum às clínicas porque o frasco dá para cinco aplicações. As clínicas criam “grupos” para que nenhuma dose seja perdida _depois de preparadas, elas duram até 6 horas na geladeira.

Helloou!!! Saiba se prevenir contra a dengue

Em Piracicaba, interior de São Paulo, o Instituto de Vacinação e Infectologia informa que a vacina chegou ontem e que cada dose vai custar R$ 250.  Também no esquema de agendamento.

Clínicas que oferecem a vacina contra dengue _telefones para informações e agendamento:

A Seimi Vacinas também informa no Facebook sobre a vacina contra dengue
A Seimi Vacinas, de Salvador, informa sobre agendamento da vacina contra dengue no Facebook

São Paulo (SP) – Climune, (11) 2221-3058;

Rio de Janeiro (RJ) – UPB Vacinas, (21) 3333-6145 e 3337-1984;

Recife (PE) – Cidrin Vacinas, 81 3035-0525; Vaccine, (81) 3426-0202 ou 3426-6625

Piracicaba (SP) –  Instituto de Vacinação e Infectologia de Piracicaba – (19) 3434-4115 e (19) 3434 6049.

Sorocaba (SP) – Instituto da Infância (15 3234-2499)*; Mais 6 clínicas em 6  Continuar lendo DENGUE – Saiba as clínicas que oferecem vacina a partir de R$ 750

No lançamento da campanha de vacinação contra dengue no Paraná, morador de Paranaguá é vacinado ao lado do governador daquele Estado, Beto Richa

DENGUE – Paraná começa campanha de vacinação gratuita dia 13 de agosto

Uma boa notícia para quem quer se prevenir contra a dengue: 30 cidades do Estado do Paraná começam uma campanha promovida pelo governo estadual dia 13 de agosto, quando os postos de saúde ficarão abertos durante todo o dia.

No lançamento da campanha de vacinação contra dengue no Paraná, morador de Paranaguá é vacinado ao lado do governador daquele Estado, Beto Richa
No lançamento da campanha de vacinação contra dengue no Paraná, morador de Paranaguá é vacinado ao lado do governador daquele Estado, Beto Richa

A campanha vai até 31 de agosto nas Unidades Básicas de Saúde dessas cidades. A compra de 500 mil doses irá imunizar ao menos 160 mil pessoas _uma boa notícia! Ainda ontem, no lançamento da campanha, 10 pessoas foram vacinadas na cidade de Paranaguá, litoral do Estado.

O governo do Paraná anunciou também que haverá novas campanhas em fevereiro de 2017 e agosto de 2017.

DENGUE – Vacina está para chegar na rede privada

Vacina contra dengue fabricada pela indústria farmacêutica Sanofi Pasteur, que deverá chegar em estabelecimentos de saúde da rede privada após definição de preço pelo governo federal
Vacina contra dengue fabricada pela indústria farmacêutica Sanofi Pasteur, que deverá chegar em estabelecimentos de saúde da rede privada após definição de preço pelo governo federal

Após estudos técnicos feitos pela Secretaria da Saúde, definiu-se que pessoas entre 15 e 27 anos de 28 das cidades contempladas com a campanha de vacinação contra dengue poderão se imunizar. Essa faixa concentra cerca de 30% dos casos de dengue no Paraná.

Logo whatsapp Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲 . Crie um contato para vale mais  no número  011 9 9985-3577 e envie a frase Eu quero no WhatsApp. Pronto!

Em Paranaguá e Assaí, a campanha irá vacinar pessoas entre 9 anos e 44 anos completos porque ambas as cidades têm incidência superior a 8 mil casos por 100 mil habitantes. Em Paranaguá, o número de pessoas que têm direito à vacina chega a 90 mil pessoas.

GRIPE H1N1 – Encontre clínicas de vacinação em 20 Estados do país e no Distrito Federal

As cidades que terão a campanha gratuita são: Paranaguá, Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Boa Vista Continuar lendo DENGUE – Paraná começa campanha de vacinação gratuita dia 13 de agosto

Vacina contra dengue fabricada pela indústria farmacêutica Sanofi Pasteur, que deverá chegar em estabelecimentos de saúde da rede privada após definição de preço pelo governo federal

DENGUE – Vacina está para chegar na rede privada

Quem quiser se prevenir contra a dengue logo logo irá contar com mais uma alternativa: a vacina contra essa doença está para chegar em clínicas de vacinação e estabelecimentos de saúde da rede privada.

Vacina contra dengue fabricada pela indústria farmacêutica Sanofi Pasteur, que deverá chegar em estabelecimentos de saúde da rede privada após definição de preço pelo governo federal
Vacina contra dengue fabricada pela indústria farmacêutica Sanofi Pasteur, que deverá chegar em estabelecimentos de saúde da rede privada após definição de preço pelo governo federal

A Anvisa, agência que regula os medicamentos no país, aprovou a vacina contra dengue produzida pela indústria farmacêutica Sanofi Pasteur para pessoas entre 9 e 45 anos em dezembro passado.

Atualmente, aguarda a definição de preço pela Cmed, Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos, informa a Sanofi Pasteur, também responsável pela sua importação direto da França. Notícias na imprensa chegaram a falar em cerca de R$ 400 por dose…

Helloou!!! Saiba se prevenir contra a dengue

A diretora médica da indústria, Sheila Homsani, explica que a eficácia na população acima de 9 anos é de, aproximadamente, 66% contra os quatro sorotipos de vírus da dengue.

O mosquito que transmite a dengue, Aedes aegypti, durante picada, foto Sanofi Pasteur, agosto de 2012
O mosquito que transmite a dengue, Aedes aegypti, durante picada, foto Sanofi Pasteur, agosto de 2012

“Isso significa que em um grupo de mil pessoas, 660 evitariam contrair a doença. Além disso, reduz os casos graves – aqueles que levam ao óbito – em 93% e os índices de hospitalizações em 80%”, complementa.

Importante saber que esta vacina não é indicada para gestantes, pois contém vírus atenuado _da mesma forma que ocorre com as vacinas contra rubéola, sarampo ou caxumba.

A vacina contra dengue da Sanofi Pasteur também não é indicada para mulheres que estejam amamentando, indivíduos com doença aguda ou doença febril moderada/grave, assim como imunocomprometidos.

Vacina contra a dengue em linha de produção da indústria francesa Sanofi Pasteur
Vacina contra a dengue em linha de produção da indústria francesa Sanofi Pasteur

A vacina é indicada para ser administrada em três doses com intervalos de seis meses (completando um ano da primeira até a última dose), complementa a diretora Sheila.

“A partir da primeira dose, a vacina já oferece proteção, mas é fundamental receber todas para garantir que a imunização seja duradoura e equilibrada para todos os sorotipos de dengue”.

Após aprovação e regulação de preços pela CMED _já prevista inicialmente para este semestre, a Sanofi Pasteur prevê que seja distribuída para o mercado privado (clínicas particulares) em todo o país.

A vacinação poderá ajudar a reduzir gastos com internações _estudos demonstraram redução de 81% das internações e de 93% dos casos graves, relata a indústria farmacêutica.

Linha de produção da vacina que protege contra a dengue produzida pela indústria francesa Sanofi Pasteur
Linha de produção da vacina que protege contra a dengue produzida pela indústria francesa Sanofi Pasteur

Entenda a vacina contra a dengue

  • A vacina contra a dengue da Sanofi Pasteur é uma imunização recombinante tetravalente (para os quatro sorotipos existentes da doença – tipos 1, 2, 3 e 4), produzida com vírus vivo atenuado e possui em sua estrutura o vírus vacinal da febre amarela, que lhe garante estabilidade.
  • Até ser aprovada, a vacina contra dengue da Sanofi Pasteur passou por um extenso programa de pesquisa clínica (25 estudos), envolvendo mais de 40 mil participantes (crianças, adolescentes e adultos), em 15 países, incluindo o Brasil, com cerca de 3,5 mil pessoas, em cinco cidades.
  • A eficácia na população acima de 9 anos é de, aproximadamente, 66% contra os quatro sorotipos de vírus da dengue.
  • Além do Brasil, a vacina também já está aprovada no México, em El Savador e nas Filipinas, onde em fevereiro já foi liberada a vacinação.

Vale ressaltar que a principal prevenção contra a dengue é a eliminação do Aedes aegypti, mosquito que, contaminado, transmite não só essa doença, mas também a terrível Zika e as febres Chicungunya e amarela.

Fabrica de vacina contra dengue da Sanofi Pasteur na cidade de Neuville sur Saône, na França
Fabrica de vacina contra dengue da Sanofi Pasteur em Neuville sur Saône, na França

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 Fotos da Sanofi Pasteur.