Arquivo da tag: Bituqueiras

Bituca ajuda o Meio Ambiente

Com as leis anti-fumo cada vez mais fiscalizadas, o pessoal da esquadrilha da fumaça se vê obrigado a fumar em ambientes abertos. A consequência é que calçadas e ruas ficam tomadas por pontas de cigarro. Sujeira!

Exemplos de onde instalar as bituqueiras da Ecocity
Exemplos de onde instalar as bituqueiras da Ecocity

Mas tem empresário que viu no chão cheio de guimbas horripilantes uma oportunidade de negócio. Moral da história: nasceram as bituqueiras. E mais: esse lixo que poluiria rios, mares e ainda por cima com um cheiro horrível, vai até ajudar o Meio Ambiente.

Sara fumando em foto de Javier Ignacio Acuña Ditzel *
Sara fumando em foto de Javier Ignacio Acuña Ditzel *

Recipientes próprios para esse lixo, esses cinzeiros especiais já começaram a se espalhar por São Paulo, no Rio de Janeiro e em outras cidades do país. Em Curitiba, considerada uma das cidades melhor planejadas do Brasil, a empresa Ecocity Soluções Ambientais lançou as suas versões do produto. Melhor: as bitucas recolhidas passam por um processo especial que as transformam em produto para ajudar no crescimento de grama. Isso mesmo, verde!

FOTOS POSTERoberto Façanha, presidente da empresa, conta que no Projeto Bituca Zero, as pontas de cigarro são recolhidas das bituqueiras e se transformam, depois de um tratamento especial, em uma massa que vai até ajudar o Meio Ambiente.

OI?!?!?!?!?!?

Tintim por tintim, vamos lá: esta cadeia que começa no coletor e termina em grama inclui o desenvolvimento, com conjunto com a empresa Conspizza, também de Curitiba, de um modelo de reaproveitamento ecologicamente correto. Em palavras mais técnicas, os tocos de cigarros viram biomassa fertilizante.

Este produto serve de base para o plantio de grama em áreas degradadas, encostas de estradas e até em lixos desativados. “O processo é caro mas tem ótimos resultados. Absorveu a bituca com outros resíduos, como  por exemplo papel moeda, fibras vegetais e outros produtos de compostagem”, complementa o empresário.

Guimbas em lugar impróprio, por Jeremy Brooks **
Guimbas em lugar impróprio, por Jeremy Brooks **

Até hoje ele calcula que mais de 6 milhões de bitucas já ajudaram a fazer grama por aí. A empresa oferece aos interessados duas versões de bituqueiras: uma para piso (R$ 169, para até 2 mil tocos de cigarros) e outra para postes e paredes (R$ 95, recebe até 1 mil tocos). Ah, o fumante não precisa apagar o cigarro antes de jogar, beleza?

Empresas de qualquer porte ou clínicas, escritórios ou qualquer estabelecimento que tenha grande movimento que compram esses coletores precisam aderir ao programa Bituca Zero, que inclui a coleta do lixo dos cigarros.

Em Curitiba uma equipe própria faz esse trabalho uma vez por semana pelo custo de R$ 95 mensais (1 a 2 pontos). Este valor pode chegar a R$ 1 mil mensal _vai depender do número de bituqueiras e coletas necessárias.

Em outras cidades, a empresa participante recebe sacos de plástico e caixas de papelão para enviar as guimbas-lixo pelo Correio quinzenalmente. A taxa para estes clientes vão de R$ 95 a R$ 400 e, claro, também vai depender do número de coletas que serão enviadas para recliclagem. O frete é responsabilidade da empresa.

Façanha também vende bituqueiras de bolso(a) que podem ser reutilizadas, as Ecotucabolso. Um kit com 4 unidades, R$ 15 mais o valor do frete.

No site da empresa não há venda direta, é preciso telefonar ou enviar email.

vale mais já falou de bituqueiras que ajudam o Meio Ambiente – clica aí, você chega lá fácil fácil:

image

imageComo contatar a Ecocity Soluções Ambientais

Site – neste link aqui.

Rua Hipólito da Costa, 1.587, Boqueirão, Curitiba (PR).

ecocitybrasil@gmail.com

Fone +554130710384 e celular, +554192556258

* * * * * * * * * * *

vale mais fala de compras, prestação de serviços, música, cinema, gastronomia, comportamento & o que mais der na telha.

Economize e curta coisas boas – valorize seu dinheiro!

Siga a gente nas redes sociais!

http://www.facebook.com/sigavalemais; Instagram: @sigavalemais; Twitter: @sigavalemais.

Fotos publicadas com licença Creative Commons: * 22 de janeiro de 2011 (Attribution 2.0 Generic); ** 17 de julho de 2013 (Attribution-NonCommercial 2.0 Generic)
vale mais não se responsabiliza por alterações de preços e ausência de produtos nas bancas, lojas, sites e/ou estoque, tampouco durante promoções. Preços pesquisados em 25 de março de 2015 não incluem frete.
Anúncios

Faça a guimba virar fogo

Coletor mais vendido da Bituca Verde, R$ 170
Coletor mais vendido da Bituca Verde, R$ 170

Quem fuma não tem mais desculpa para jogar a ponta de cigarro no chão. A Bituca Verde viu na lei anti-fumo uma oportunidade de negócios e também uma chance de ajudar a saúde do meio ambiente. A empresa produz e comercializa coletores especiais para o lixo de cigarros que já começam a se espalhar por aí.

Melhor ainda é saber que as milhares de guimbas retiradas desses recipientes transformam-se em material que substitui o carvão em fornos industriais. Guimba é fogo!

Jorge Barbosa, representante da empresa, conta que perto de 10 mil coletores já foram vendidos. Em várias versões, estão presentes em bares, restaurantes e já marcaram presença em uma das praias mais famosas do mundo, Copacabana, e na Oktoberfest. Alegria dos fumantes e não-fumantes!

Bitucas a torto e a direito
Bitucas a torto e a direito

As bituqueiras não são privilégio da Bituca Verde. Esse tipo de lixeira é feito por outras empresas e funcionam a todo vapor em São Paulo, no Rio de Janeiro e em outras cidades do país, conforme vale mais já mostrou no post “Grama, o fim das bitucas” _clique aqui para ler. Moral da história: todos querem uma calçada limpa, nénão?

Modelo próprio para paredes externas da Bituca Verde
Modelo próprio para paredes externas da Bituca Verde

Jorge explica todo o processo até a guimba acabar em fogo: depois de retiradas das bituqueiras em coletas especiais, são armazenadas em um recipiente com capacidade para 10 mil bitucas batizadas de “bombonas”.

Quando cheio, esse recipiente segue para uma empresa parceira, a  Renova Ambiental, que trabalha o lixo até que se transforme em uma massa flocada que poderá substituir o carvão vegetal. Ufa, menos desmatamento _a Natureza agradece!

O comprador da Bituca Verde entra em um programa especial no qual só precisa se preocupar em informar com antecedência o período para que a bomba seja coletada e substituída por uma vazia. Resumo da ópera: os gastos ficam com a aquisição do coletor de guimbas mais esses recipientes, que receberam o nome de PAB (R$ 60).

Os coletores da Bituca Verde vêm em várias versões e estão disponíveis para venda no site www.lojaonze.com.br.

A mais vendida tem formato de cigarro e é móvel _por R$ 170, você a leva prá lá e prá cá. Clique aqui para ver todas as versões disponíveis para comercialização.

Quem quiser aderir ao programa da Bituca Verde, entra no site www.bitucaverde.com.br para saber das regras e fone para contato.

Lixeiras especiais são uma solução esperta para o meio ambiente. A falta de consciência de muitos fumantes foi motivo para o artista de rua Piauí Ecologia criar uma obra somente com pontas de cigarro, exposta no vão livre do Masp, em São Paulo, conforme mostramos no post “Guimbas e cinzas” – clique aqui para ler.

Ah, mais uma: se não tiver uma bituqueira por perto, você pode carregar a sua no bolso. Ou bolsa.

Bituqueira de bolso, R$ 5 ou R$ 6
Bituqueira de bolso, R$ 5 ou R$ 6

Estas aqui são a versão da empresa. Mas tem várias outras por aí. Fácil fácil de ser encontrada em bancas de jornais e em tabacarias. Você poderá pagar R$ 5 ou R$ 6 ou algo nessa faixa.  Fumante elegante tem a sua!

Valorize seu dinheiro – curta vale mais nas redes sociais para receber nossos posts:

www.facebook.com/sigavalemais

Instagram: @sigavalemais

Twitter: @sigavalemais

Flickr: sigavalemais

Até logo e bom final de semana!

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços e ausência dos produtos citados na loja, site ou estoque das empresas. Preços de 21 de novembro de 2014.

Guimbas e cinzas

Detalhe de "Monumento das Bitucas", obra do artista de rua Piauí Ecologia, exposta no vão livre do Masp. Foto de Paulo Pinto / Fotos Públicas (17/10/2014)
Detalhe de “Monumento das Bitucas”, obra do artista de rua Piauí Ecologia, exposta no vão livre do Masp. Foto de Paulo Pinto / Fotos Públicas (17/10/2014)
"Monumento das Bitucas" chama a atenção para o lixo que fica nas calçadas -  Paulo Pinto / Fotos Públicas
“Monumento das Bitucas” chama a atenção para o lixo que fica nas calçadas – Paulo Pinto / Fotos Públicas (17/10/2014)

Em breve, vale mais vai voltar a falar de bituqueiras, o ponto final das guimbas, e outras soluções afins.

Se ainda não sabe do que se trata, dê uma checada no post “Grama, o fim das bitucas. Clique no link http://wp.me/p4XEFB-3V .

sigavalemais.com.br. Dicas de consumo, serviços, comida, delícias, baratos e o que mais der na telha.

Sugestões sobre lixo para pontas de cigarros? Escreve prá gente aqui nos comentários ou mande email para sigavalemais@sigavalemais.com.br

Obrigada e até logo mais.

Grama, o fim das bitucas

Pessoal da esquadrilha da fumaça, atenção!

A partir de agora as pontas de cigarros têm destino melhor que as calçadas que a gente pisa: as bituqueiras, que são nada mais nada menos que cinzeiros apropriados que começam a se espalhar por São Paulo e outras cidades do país.

Foto www.sigavalemais.com.br - Todos os direitos reservados

O Coletor Ambiental, como foi batizado pela empresa que o produz, já está funcionando em cerca de 3 mil pontos. A bituqueira da foto acima localiza-se na alameda Santos, São Paulo, bem em frente à entrada do Conjunto Nacional que tem a passarela que leva à Livraria Cultura.

Na avenida Paulista, por exemplo, há várias. É só prestar atenção que você vai dar de cara com uma. Úteis, as bituqueiras vieram como uma solução esperta e necessária para a saúde das cidades e do meio ambiente.

Como funciona

Quando a bituqueira fica cheia, ou com cerca de mil pontas de cigarros, um funcionário especializado da empresa Coletor Ambiental, que produz e vende essa solução, recolhe o conteúdo. As bitucas, então aos milhares, seguem para serem processadas e transformadas em uma massa pastosa composta por fertilizantes e sementes.

Misturada à terra, essa massa que contém as guimbas gera grama após 32 dias!

Várias empresas já aderiram às bituqueiras, um projeto da RDias Comunicação. Você poderá encontrá-las funcionando a todo vapor em portas de condomínios comerciais, entradas de shoppings, grandes restaurantes e até em paredes externas de agências bancárias. Bom para os funcionários, bom para os pedestres que circulam no pedaço.

Divulgação - Shopping-Center-Norte

Divulgação - Restaurante Le Fournil

Optar por uma bituqueira incluindo as coletas custa R$ 120 mensais. A coleta, explica a empresa, será feita regularmente e tão frequente quanto o necessário. Dependendo do número de bituqueiras encomendadas, o preço é negociado, afirma Van Borges, diretor operacional da Coletor Ambiental.

Bom e ecológico final para esse lixo. Para quem não sabe, os tocos de cigarros não são recicláveis. Podem demorar até quatro anos para se decomporem. Nas cidades, atrapalham o escoamento das águas da chuva. Poluem rios e mares _cerca de 40% de todo o lixo do Mar Mediterrâneo é formado por pontas e embalagens de cigarros.

Já viu uma bituqueira? Onde? Conte prá gente aqui em sigavalemais.com.br.

Não-fumantes e fumantes agradecem.