Arquivo da tag: Documental

📽 DE GRAÇA – 5 documentários com muita música no festival ‘É Tudo Verdade’

O festival de documentários mais quente do país, o “É Tudo Verdade”, que acontece em São Paulo e no Rio de Janeiro, traz nesta 22ª edição vários filmes que tem a música como tema central. A abertura, dia 19 passado, no Rio de Janeiro, começou com o filme “Os Cariocas”, da atriz e agora diretora Lucia Veríssimo, que promete voltar no circuito comercial.

Veja abaixo os documentários que estão rolando até o dia 30. No final do post, a programação completa para você baixar e escolher as sessões, que são gratuitas. Basta chegar uma hora antes e pegar o ingresso.

“O Berimbau”, filme de Sérgio Muniz

“O Berimbau”,  direção de Sergio Muniz, Brazil, 1977, 9 minutos.
A partir de um depoimento do instrumentista Papete, explica-se a história do berimbau na África e a chegada do instrumento à Bahia. O curta fez parte do movimento da ABD (Associação Brasileira de Documentaristas) numa luta, desde 1975, para que um curta brasileiro acompanhasse obrigatoriamente a exibição de todo longa-metragem estrangeiro.

Cena de “A Cuíca”, de Sérgio Muniz

➡ 📽 Documentário de João Moreira Salles é destaque do festival É Tudo Verdade

“A Cuíca”, direção de Sergio Muniz, Brazil, 1977, 9 minutos.
O instrumentista Osvaldinho da Cuíca conduz uma apresentação histórica sobre a presença da cuíca em vários países do mundo e sua popularização no Brasil. Assim como “O Berimbau”, fez parte do movimento pela obrigatoriedade da exibição de um curta brasileiro antes de todo longa-metragem estrangeiro, determinada por uma lei nunca revogada mas não cumprida até hoje.

“Roda e Outras Histórias”, de Sergio Muniz

“Roda & Outras Estórias”, direção de Sergio Muniz, Brasil, 1965, 9 minutos
Apresentando cinco canções do então desconhecido cantor Gilberto Gil, o filme, produzido a partir de contribuições de amigos, propôs-se como um protesto contra a ditadura civil-militar recém-iniciada em 1964 e como um ato de agitação cultural em tempos de autoritarismo ufanista.

Risos – cena do filme “A Arte Existe Porque a Vida Não Basta”, homenagem a Ferreira Gullar

“A Arte Existe Porque a Vida Não Basta!”, direção de Zelito Viana e  codireção de Gabriela Gastal, 2016.
Um resumo da vida e da obra do Gullar, tendo por linha mestra um espetáculo musical comandado por Marco Nanini e com participações de Paulinho da Viola, Adriana Calcanhoto e Laila Garin.

“Paulo Moura – Alma Brasileira”, de Eduardo Escorel

“Paulo Moura – Alma Brasileira”, direção Eduardo Escorel, Brasil 2013, 86 minutos.
A trajetória do clarinetista, saxofonista, compositor, arranjador e regente paulista Paulo Moura (1932-2010) é recuperada em imagens de toda a carreira.

Até 30 de abril online no canal Itaú Cultural, aqui.

➡ É Tudo Verdade 2017 – Programação São Paulo

➡ É Tudo Verdade 2017 – Programação Rio de Janeiro

                                    ❤ Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲.
                                                       Salve o número   011 9 9985-3577 e
                                          envie a frase Eu Quero no WhatsApp. Pronto! ❤

≡ DE GRAÇA – Jovens falam suas verdades em documentário que abre festival

Rio de Janeiro
De 20 a 30 de abril

São Paulo
De 21 a 30 de abril

Brasília
De 4 a 7 de maio

Porto Alegre
De 3 a 7 de maio

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Imagens de divulgação e do Youtube.
Anúncios

📽 DE GRAÇA – Documentários mostram olhar dos jovens sobre grandes centros urbanos

O documentário está em alta em São Paulo. De hoje até 27 de abril (depois de amanhã), o Jovem.Doc, festival com 10 filmes feitos por jovens entre 18 e 29 anos que mostram suas visões sobre questões cotidianas nos centros urbanos brasileiros, assim como as conexões que eles estabelecem com a mídia digital e como essa geração se apropria da construção dos processos sociais de cidadania.

Cena de “Deixa a Chuva Cair”, documentário dirigido por Juscelino Ribeiro que mostra o rap e a violência em Terezina, no Piauí

Os filmes são resultado de um edital público realizado em 2015 que destinou R$ 100 mil a cada projeto. O festival rola na Cinemateca Brasileira, situada na Vila Clementino, em São Paulo e a entrada é gratuita.

“É um projeto feito pela juventude, para mostrar suas questões, pelo seu olhar”, resume a professora e coordenadora do projeto, Clélia Rejane Antonio-Bertoncini.

📽 DE GRAÇA – Festival É Tudo Verdade começa hoje com 82 documentários de 30 países

Os documentários têm 26 minutos de duração e serão exibidos em seis sessões duplas (programação completa com horários no final do post).

 ❤ Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲. Salve o número
011 9 9985-3577
envie a frase Eu Quero no WhatsApp. Pronto! ❤

Alguns dos filmes participam de mostras e festivais pelo Brasil e no mundo, como é o caso do filme de Juscelino Ribeiro de Oliveira Júnior, “Deixa a Chuva Cair”, exibido no Festival de Cannes de 2016 na França. O documentário conta a história da violência na periferia de Teresina, capital do Piauí. Foi inspirado em composições do rapper Preto Kedé. Veja o trailer:

 

Documentários da mostra:

  • “A Batalha de São Brás”, de Adrianna Samara da Silva Oliveira
  • “Aquém Margens: Juventude e Exclusão Social em Áreas de Mineração?”, de Alexandra Araújo Duarte
  • “Confirmou Presença”, de Ana Carulina Vindilino Roelis
  • “Deixa a Chuva Cair”, de Juscelino Ribeiro de Oliveira Júnior
  • “Enquadro”, de Lincoln Péricles Maximiano Pinto
  • “Faixa”, de Pedro Rocha de Oliveira
  • “Intervenções Urbanas”, de Lorena da Silva Figueiredo
  • “Ônibus Hacker: Ah, se eu fosse ficção!” De João Cobbett Stael Markun
  • “Relatos do exílio”, de Elder Gomes Barbosa
  • “Tomada da Casa do Povo”, de Alexandre Moroso Guilhão

A realização do Jovem.Doc  “é um fio de esperança num contexto de desestabilização da cultura nacional. Mantém viva a cultura em nosso país”, diz a coordenadora Clélia.

A iniciativa é resultado do Programa de Fomento à Produção de Conteúdo Audiovisual Brasileiro, parceria da Universidade Federal de São Paulo, Unifesp, e Cinemateca Brasileira. Os recursos são originados do Ministério da Cultura (Minc) e a Fundação de Apoio à Universidade Federal de São Paulo, FapUnifesp, é a instância responsável pelo seu gerenciamento.

≡ DE GRAÇA – Jovens falam suas verdades em documentário que abre festival

➡  FESTIVAL JOVEM.DOC -Programação Completa da Cinemateca Brasileira

Cinemateca Brasileira: Largo Senador Raul Cardoso, 207, Vila Clementino, São Paulo, fone (11) 3512-6111.

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Imagens de divulgação.

📽 DE GRAÇA – Festival É Tudo Verdade começa hoje com 82 documentários de 30 países

Começa hoje a 22ª edição do “É Tudo Verdade”, festival internacional de documentários com a exibição de 82 filmes de 30 países, sendo que 16 deles são brasileiros.  As sessões são gratuitas e mostram a realidade vista de diferentes formas em várias partes do mundo. Basta chegar uma hora antes e pegar o ingresso.

Cena do documentário “Eu, Meu Pai e Os Cariocas”, da atriz Lucia Veríssimo, que promete muita música brasileira

O festival começa com o filme Eu, Meu Pai e Os Cariocas”, da atriz Lúcia Veríssimo, no Rio de Janeiro, em sessão para convidados. O filme mostra o pai dela, maestro Severino Filho, que liderava o grupo “Os Cariocas”. Promessa de muita música na telona.

Cena de Cidade de Fantasmas, documentário de Matthew Heineman que é exibido no festival “É Tudo Verdade”

Amanhã, em São Paulo,  também para convidados, tem exibição de “Cidade de Fantasmas”, de Matthew Heineman, que mostra como jornalistas ativistas filmam, com todos os riscos, as atividades do Estado Islâmico na cidade de Raqqa, na Síria.

Em Brasília, o festival vai rolar de 4 a 7 de maio. Em Porto Alegre, de 3 a 7 de maio.

Fogo na Floresta, filme em realidade virtual de Tadeu Jungle

➡ O festival traz o lançamento mundial do curta “Fogo na Floresta”, do brasileiro Tadeu Jungle, que foi feito em VR, ou realidade virtual. Com sete minutos, o documentário mostra índios Waurá no drama para conter incêndios que ameaçam as florestas e a vida no Xingu. Dia 27 de abril, 18 no Centro Cultural São Paulo. Promete!

Cena de “No Intenso Agora”, documentário de João Moreira Salles, foto Gaumont Pathé Archives

➡ 📽 Documentário de João Moreira Salles é destaque do festival É Tudo Verdade

Duas escolas abrigam a oficina teórica “O que é o documentário?”, comandada pelos jornalistas e professores de Comunicação Sergio Rizzo e Patrícia Rebello, mais o filme “UMA NOITE EM 67”, de Renato Terra e Ricardo Calil para estudantes da rede pública de ensino:

  • No Rio de Janeiro, 20 de abril: Escola Técnica Estadual Adolpho Bloch – FAETEC, com Patricia Rebello;
  • Em São Paulo, 29 de abril, EE Prof.ª Maria Luiza De Andrade Martins Roque, com Sérgio Rizzo.

                                    ❤ Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲.
                                                       Salve o número   011 9 9985-3577 e
                                          envie a frase Eu Quero no WhatsApp. Pronto! ❤

O festival realiza também a Mostra BNDES, com nove produções nacionais e estrangeiras que focalizam perfis e temáticas contemporâneas do documentário mundial.

Durante todo o período do festival, permanecem disponíveis no site do Itaú Cultural os filmes “A Paixão Segundo Callado”, de José Joffily; “Onde a Terra Acaba”, de Sergio Machado; “Os Irmãos Roberto”, de Ivana Mendes e Tiago Arakilian; “A Paixão de JL”, de Carlos Nader; e “Paulo Moura – Alma Brasileira”, de Eduardo Escorel.

≡ DE GRAÇA – Jovens falam suas verdades em documentário que abre festival

Festival É Tudo Verdade – Programação completa, aqui

Rio de Janeiro
De 20 a 30 de abril

São Paulo
De 21 a 30 de abril

Brasília
De 4 a 7 de maio

Porto Alegre
De 3 a 7 de maio

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Imagens de divulgação.

📽 Documentário de João Moreira Salles é destaque do festival É Tudo Verdade

O novo filme de João Moreira Salles tem estreia brasileira no festival de documentários “É Tudo Verdade”, que vai rolar de 19 a 30 de abril em São Paulo e no Rio de Janeiro. É um dos destaques já anunciados pela direção da mostra, que está em sua 22ª edição.

Cena do documentário “No Intenso Agora”, de João Moreira Salles

“No Intenso Agora”, do premiado diretor de documentários, partiu de filmes feitos pela sua mãe na China de 1966. Nesse período, o país começou a viver a chamada Revolução Cultural empreendida por Mao Tsé-tung, líder do Partido Comunista Chinês.

                                    ❤ Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲.
                                                       Salve o número   011 9 9985-3577 e
                                          envie a frase Eu Quero no WhatsApp. Pronto! ❤

O documentário mostra também outros grandes movimentos do século 20, como a Primavera de Praga, a revolução estudantil de Paris  em maio de 1968, e o golpe militar ocorrido no Brasil em 1964, que teve entre suas vítimas o estudante Edson Luis, morto no Rio de Janeiro.

Cena de “No Intenso Agora”, documentário de João Moreira Salles – foto de William Klein – Films Paris New York

“No Intenso Agora” teve estreia mundial no Festival de Cinema de Berlim na mostra “Panorama” há pouco mais de um mês. Foi muito bem recebido pelo público e crítica.

≡ DE GRAÇA – Jovens falam suas verdades em documentário que abre festival

Diretor de “Santiago” e “Nelson Freire” e um dos donos da produtora VideoFilmes, João reflete neste documentário sobre a natureza efêmera dos momentos de grande intensidade.

A ideia é investigar como aqueles que tomaram parte nesses grandes acontecimentos seguiram depois do arrefecimento das paixões. As imagens, todas elas de arquivo, revelam não só o estado de espírito das pessoas filmadas – alegria, encantamento, medo, decepção, desalento – como também a relação entre registro e circunstância política.

João Moreira Salles, documentarista, foto de Ivone Perez

Festival É Tudo Verdade

19 a 30 de abril em São Paulo e Rio de Janeiro

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Imagens de divulgação.