Arquivo da tag: Informação

DE GRAÇA – Mídia Ninja ensina como transmitir informações ao vivo nas redes sociais

Saber transmitir e documentar um pouco da nossa história nas redes sociais requer um conhecimento básico. Com o objetivo de ensinar um pouco sobre esse tipo de comunicação que se torna mais frequente hoje, o Instituto Moreira Salles de São Paulo, IMS Paulista,  oferece uma oficina gratuita com o coletivo Mídia Ninja.

Foto de transmissão ao vivo do coletivo Mídia Ninja, que faz workshop no IMS Paulista no próximo sábado

O workshop acontece amanhã, 11 de novembro, e vai falar sobre documentação e transmissão de informações em tempo real como parte das atividades da exposição  “Corpo a Corpo”. A atividade acontecerá das 14h30 às 17h. No dia 26 de novembro, domingo, mais um workshop das 10h30 às 13h.

A oficina aovivo fará um percurso prático pelas tecnologias e linguagens utilizadas pela Mídia Ninja. Vai tratar de transmissões ao vivo, fotografias, vídeos e a utilização das redes sociais com o objetivo de estimular e potencializar a criação de novas narrativas a partir da realidade de cada participante.

A mostra “Corpo a Corpo” exibe um recorte da produção brasileira contemporânea em fotografia, cinema e vídeo. Os artistas Jonathas de Andrade, Sofia Borges, Letícia Ramos, Bárbara Wagner e os coletivos Garapa e Mídia Ninja foram convidados a pensar sobre o retrato, individual ou coletivo, e sobre como as imagens podem nos ajudar a enxergar os conflitos sociais que emergiram no Brasil nos últimos anos.

Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲.
Salve o número
011 9 9985-3577 e
envie a frase Eu Quero no WhatsApp. Pronto!
Foto de de Sofia Borges da exposição “Corpo a Corpo”, no IMS Paulista

O mote da exposição é o uso do corpo como um elemento de representação social e atuação política – seja pela presença física e simbólica nos espaços públicos, seja como o veículo condutor da câmera, seja como lugar de expressão da individualidade, que aproxima e separa os indivíduos. A exposição conta com um catálogo com seis opções de capa.

  • Quando: 11 de novembro (sábado), das 14h30 às 17h; e 26 de novembro (domingo), das 10h30 às 13h;
  • Onde: Ateliê 1 | IMS Paulista | Avenida Paulista, 2424
  • Evento gratuito. Lugares limitados.
  • Distribuição de senhas 30 minutos antes do evento – Limite de 2 senhas por pessoa.

Midia Ninja – siteFacebookTwitterYouTube

IMS – siteFacebookTwitterYouTube

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções; links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Imagens do site do IMS.
Anúncios

VIDA SAUDÁVEL – Ler rótulos é importante

Edulcorante, maltitol, aspartame e umectante. Você sabe o que são estas substâncias? Em alimentos ultraprocessados, ou seja, que passaram por vários processos até chegar ao consumidor, eles etão muito presentes. E ler o rótulo desses alimentos _e de todos os outros_ antes de consumi-los é muito importante. No rótulo também constam informações como a composição do produto, além de dados nutricionais. Mais avisos do fabricante.

Ler rótulos antes de comprar o produto ajuda a definir os gastos, além de informar a composição do produto

A relações públicas Patrícia Marques já lê rótulos há tanto tempo que virou hábito. O que ela ganha com isso? “Tem muito alimento que parece ser saudável e na verdade não tem nada de saudável. Eles escondem isso com a embalagem. Têm produtos que você acha que não têm açúcar, gordura hidrogenada e na verdade é uma bomba calórica. Eles se disfarçam”, destaca.

 ❤ Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲.
Salve o número   011 9 9985-3577 e
envie a frase Eu Quero no WhatsApp. Pronto! 

Depois que começou a conhecer os ingredientes dos produtos, a Patrícia retirou alguns alimentos da dieta dela, principalmente os que têm sódio em excesso. “Leio por cuidado mesmo, pra saber o que estou consumindo. Quem não tem a curiosidade de saber o que são esses nomes acaba ingerindo algo que pode ser ruim pra saúde. Tem que ler o rótulo dos alimentos! Você cria esse hábito e te ajuda a fazer as escolhas certas. Se comer errado, tem consciência do que está consumindo”, ressalta.

Conhecer a origem dos alimentos

Conhecer a composição daquilo que comemos é ainda mais importante para quem tem algum tipo de alergia alimentar. É o caso do fotógrafo Maurício Zanin, que não pode comer arroz ou derivados. Para evitar transtornos, há anos ele passou a ler os rótulos antes de comer qualquer coisa. “Tem uma quantidade de ingredientes colossal que pode te fazer mal e você não percebe. E você só vai saber quando tem uma reação alérgica forte. A partir de então, eu, minha mãe, minha esposa, antes de comer, lemos o rótulo”, conta.

Zanin lembra que há alguns anos os rótulos eram pouco interessantes e não traziam tantas informações como hoje. A legislação trouxe exigências para a indústria alimentícia. “Ainda têm aqueles mais claros e com letras pequenas. Ai se eu não consigo ler o rótulo eu não como o alimento. Imagine antes, quando não tínhamos o rótulo, quantas crianças não morreram de alergia sem saber o motivo”, lembra o fotógrafo.

A escolha dos alimentos e como ler o rótulo

A coordenadora de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Michele Lessa, aconselha que criemos o hábito de ler as embalagens dos produtos. “O rótulo nos permite identificar entre os alimentos, qual deles têm menos sódio, menos açúcar, menos gordura. Quais têm ou não conservantes, de preferência os que não tenham. Se têm ou não glúten, para aquelas pessoas quem têm doença celíaca. O rótulo nos permite identificar se o produto está vencido ou não, quando observamos o prazo de validade do alimento”.

Outra dica da Michele é evitar alimentos com aditivos, edulcorantes e conservantes. “Quanto mais dessas substâncias que têm nomes esquisitos, pouco familiares, que não temos em casa, menos saudável o alimento é. Por isso precisamos optar por produtos orgânicos e preferir alimentos in natura ou minimamente processados. Além de limitar o consumo de alimentos processados e evitar os ultraprocessados”, ressalta.

Cabem às empresas que produzem alimentos se adequarem às normas de rotulagem dos produtos. É possível denunciar embalagens que não seguem a legislação à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pelo email ouvidoria@anvisa.gov.br, pelo escritório da Vigilância Sanitária mais próxima, direto n Procon ou Ministério Público.

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções; links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Imagens dos sites das empresas citadas. Com informações do blog Saúde, do Ministério da Saúde.

ZIKA – Governo vai ampliar atendimento à crianças com microcefalia

Boa notícia para todas as famílias que têm bebês nascidos com microcefalia causada pelo vírus da Zika em grávidas. O Ministério da Saúde anunciou ontem que vai investir R$ 27 milhões para reforçar o atendimento e a rede de cuidado a essas crianças. Serão destinados cerca de R$ 2,2 mil de recursos para cada criança investigada. A ação visa promover ações de cuidado e organização de toda a rede assistencial para atender as diversas necessidades das crianças.

Cena de websérie do Ministério da Saúde sobre a microcefalia

Ricardo Barros, ministro da Saúde, explicou as ações do governo:

  • ampliar e qualificar os serviços na Atenção Básica, por meio dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASFs);
  • avaliar os 5,3 mil casos confirmados e em investigação em todo o país;
  • fortalecer as ações de vigilância.

Para quem está envolvido com famílias com bebês nessa situação, o governo preparou uma série de vídeos para a Internet com 16 episódios com histórias de pessoas impactadas pelos serviços oferecidos pelo SUS.

O primeiro é emocionante. Veja só:

Detalhes

Do total anunciado, R$ 15 milhões serão repassados para 4.143 equipes de Núcleo de Apoio à Saúde da Família que possuam profissionais de fisioterapia. Os valores serão destinados à aquisição de kits para reforçar a estimulação precoce, como colchonetes, bolas, brinquedos que estimulam os sentidos e a coordenação motora, trena antropométrica, martelo de reflexo, entre outros materiais. Esses são os serviços mais próximos das famílias.

Também para reforçar a continuidade da assistência às crianças vítimas da síndrome congênita associada ao Zika, o Ministério da Saúde repassará R$ 11,8 milhões aos Estados e municípios com o objetivo de fortalecer os serviços de avaliação, diagnóstico e acompanhamento dos 5,3 mil casos confirmados e em investigação neste momento.

Mosquito que transmite a Zika,  dengue e febre Chikungunya, Aedes aegypti, durante picada; foto Sanofi Pasteur, agosto de 2012

Atualmente, a rede de reabilitação em todo o país conta com 2.323 serviços de reabilitação e estimulação credenciados no SUS, com 190 Centros Especializados em Reabilitação (CERs), 33 Oficinas Ortopédicas, 238 serviços de reabilitação em modalidade única e 1.862 serviços de reabilitação credenciados pelos gestores locais.

Entre 2015 e 2017 foram registrados 14.577 casos e 883 óbitos causados pela síndrome. Em agosto deste ano, de acordo com o novo boletim epidemiológico, 20% dos casos foram confirmados, 21% permanecem em investigação e 44% foram descartados. Os casos de microcefalia vêm diminuindo desde maio de 2016.

MEDICAMENTO – No início de setembro, o Ministério da Saúde incorporou um novo e moderno medicamento para o controle de convulsões em pacientes com microcefalia decorrente de infecção pelo vírus Zika.  Estará disponível aos pacientes do SUS em até 180 dias.

vale mais publicou:

+ ZIKA – Cartilha ensina prevenção e cuidados com grávidas e recém-nascidos

+ ZIKA, DENGUE – Berço com mosquiteiro protege bebês e crianças

vale mais já abordou a importância da prevenção nestes posts:

+ ZIKA, DENGUE – Mosquiteiro garante sono protegido do Aedes aegypti

+ VÍRUS ZIKA, DENGUE – Ataque de repelente contra o Aedes aegypti

+ Helloou!! Saiba se prevenir contra a dengue

Saiba mais como se prevenir contra a Zika, dengue e outras doenças causadas pelo Aedes aegypti acompanhando o blog. Previna-se!

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções.

ZIKA – Cartilha ensina prevenção e cuidados com grávidas e recém-nascidos

Aumenta a luta contra os estragos provocados pelo mosquito Aedes aegypti _que pode transmitir a Zika, além da dengue e as febres Chikungunya e amarela. O governo federal atualizou a cartilha que explica sobre a doença e fala dos cuidados que as grávidas devem ter _assim como também os bebês e os bebês nascidos com microcefalia.

As gestantes estão no alvo das campanhas do governo federal contra o Aedes aegypti
As gestantes estão no alvo das campanhas do governo federal contra o Aedes aegypti

GRÁVIDAS:

Às grávidas, uma das recomendações é utilizar em casa telas contra mosquitos em janelas e portas. Fora de casa, a orientação é procurar locais protegidos com telas, mosquiteiros ou outras barreiras disponíveis.

Comparando as barrigas, brincadeira clicada por Daniel Kulinsk*
Comparando as barrigas, brincadeira clicada por Daniel Kulinsk*

Deve-se usar calças compridas e blusas de mangas compridas. Caso as roupas deixem partes do corpo expostas, use repelente nessas áreas.

As grávidas também devem procurar uma Unidade Básica de Saúde para iniciar o pré-natal assim que descobrirem a gravidez para comparecer às consultas regularmente.

A cartilha diz que as grávidas devem ir às consultas uma vez por mês até a 28ª semana de gravidez. A cada 15 dias entre a 28ª e a 36ª semana. E semanalmente do início da 36ª semana até o nascimento do bebê.

Todas devem ir tomar as vacinas indicadas.

Capa da cartilha online com informações sobre o vírus Zika do Ministério da Saúde
Capa da cartilha online com informações sobre o vírus Zika do Ministério da Saúde

BEBÊS:

Diz a cartilha que a amamentação é indicada até o 2º ano de vida ou mais, sendo exclusiva nos primeiros 6 meses de vida.

Caso manchas vermelhas sejam observadas na pele do bebê ou criança, olhos avermelhados ou febre, o correto é procurar um serviço de saúde. Também é importante não dar ao bebê medicamento por conta própria.

BEBÊS COM MICROCEFALIA:

Além dos cuidados gerais para se evitar picadas do mosquito (telas, mosquiteiros e roupas adequadas), o bebê deve ter acompanhamento de rotina na Unidade Básica de Saúde e precisa ser encaminhado para a estimulação precoce, explica a cartilha.

vale mais publicou:

+ ZIKA, DENGUE – Berço com mosquiteiro protege bebês e crianças

Caso o bebê apresente alterações ou complicações (neurológicas, motoras ou respiratórias, entre outras), o acompanhamento por diferentes especialistas poderá ser necessário, a depender de cada caso.

A cartilha completa você pode ler aqui ⇒ Vírus Zika – Informações ao Público – Ministério da Saúde, fevereiro de 2016.

O governo também criou uma forma interativa e divertida para se saber mais sobre as doenças.

Mosquitos em matéria na página do governo federal
O governo criou mosquitos virtuais em site do governo federal para interagir com os internautas

No site brasil.gov.br e em outros sites do governo, três mosquitos virtuais sobrevoam a tela.

Aviso para ir para página de combate ao Aedes aegypti Basta clicar em um deles que surge um aviso com link para se ir à página com todas as informações para se combater o Aedes aegypti. Vale mais conhecer, aqui.

vale mais já abordou a importância da prevenção nestes posts:

+ ZIKA, DENGUE – Mosquiteiro garante sono protegido do Aedes aegypti

+ VÍRUS ZIKA, DENGUE – Ataque de repelente contra o Aedes aegypti

+ Helloou!! Saiba se prevenir contra a dengue

Saiba mais como se prevenir contra a Zika, dengue e outras doenças causadas pelo Aedes aegypti acompanhando o blog. Previna-se!

Onde comprar berços com mosquiteiros:

Abracadabra – Americanas – Mobly –  Walmart

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

Nas redes sociais, é só clicar:

facebook_logo_detail          Logo Pinterest          Twitter_logo_blue          Instagram_Icon_Large          Google+       Logo tumblr azul no transparente

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções. Imagens dos sites das empresas citadas e *Licença Creative Commons, 12 de janeiro de 2014; Preços pesquisados em 31 de janeiro de 2016 não incluem frete.

NOVIDADE – vale mais no WhatsApp 📱

🙂    A partir de agora você poderá receber as boas notícias do blog diretamente no seu celular 📲. De graça!

Logo com numero de telefone fundo brancoComo? Fácil fácil:

   Abra sua lista de “Pessoas” ou “Contatos” e crie uma fichinha com o nome vale mais e o número 011 9-9985-3577.

    Em seguida, envie uma mensagem com a frase “Eu quero” para o “vale mais” que acabou de criar com o nosso número.

Como faze o novo contato
Como fazer o novo contato

Pronto! Sempre que tiver novidade, você vai receber nossa mensagem com um resumo do post.

Aí, é só clicar no link http://www.sigavalemais.com.br que estará nesse resumo para você saber tudinho sobre pratos de chef para se fazer em casa; roupas Boas, Bonitas e Baratas; compras online & o que mais der na telha!

Ah, como tudo no WhattsApp, precisa estar plugado na Internet, beleza?

Bárbara Rodrigues lê no celular
Bárbara Rodrigues lê no celular

ATENÇÃO: o número WhatsApp é usado somente para o envio de mensagens no aplicativo.

Se tiver dificuldade para enviar a mensagem “Eu quero”, mande seu número de celular com DDD para o Emailemail sigavalemais@sigavalemais.com.br que a gente te inclui na lista.

Obrigada!

Se informando com o  celular *
Se informando no celular *

vale mais 

 O blog para quem quer curtir coisas boas e economizar!  

Siga a gente nas redes sociais  _ só clicar nos ícones abaixo:

facebook_logo_detail               Twitter_logo_blue               Instagram_Icon_Large               Google+

* Foto de Antoine K, julho de 2012, Creative Commons (CC BY-SA 2.0)