Arquivo da tag: leite

GOSTOSO E BARATO – Como fazer tahine com 2 ingredientes

Não há quem resista a um prato de comida árabe. Se ele sai totalmente das suas mãos, ah, melhor e mais gostoso ainda. Depois da coalhada seca em dois tempos, post de sucesso aqui do blog, a receita é de pasta de gergelim, ou tahine, como é mais conhecido.

Tahine feito em casa, uma receita fácil e barata que só leva 2 ingredientes

Por menos de R$ 2, pode-se fazer quase uma xícara dessa “base” que dá sabor a vários pratos conhecidos. Melhor é que são necessários apenas dois ingredientes.

Pão fresco e babaganuche, foto de Gabriel Hess*

Com o tahine se faz homus e babaganuche e pode-se temperar saladas. Em vez de comprar uma com a pasta pronta, basta um pouco de azeite e um processador ou mini-processador.

⬇️Passo a passo com fotos mais abaixo!⬇️

GOSTOSO E SAUDÁVEL – Como fazer ricota com 2 ingredientes

Gergelim sem pele, ingrediente principal do tahine

Ingredientes do tahine:

  • 1 xícara de gergelim sem pele (branca)
  • 1 a 2 colheres de sopa de azeite
❤ Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲.
Salve o número
011 9 9985-3577 e
envie a frase Eu Quero no WhatsApp. Pronto!

Como fazer o tahine:

Em uma frigideira e fogo baixo, torre o gergelim até que fique ligeiramente dourado. Mexa sem parar

1 – Para fazer a pasta, é preciso torrar um pouco a semente: coloque o gergelim em uma frigideira (usei a Rochedo com anti-aderente) em fogo baixo (não vai óleo nem nada) e mexa sem parar. Pode usar uma colher de pau ou bambu.

2 – Quando começar a dourar, retire do fogo e passe para um prato ou forma para esfriar. Cuidado, o gergelim é tão pequeno e sensível que rapidamente pode queimar.

Note como a pasta de gergelim vai se formando, aos poucos, no processador

3 – Coloque em uma outra forma ou prato para esfriar. Já frio, passe o gergelim para um processador e ligue o botão de processamento. Para facilitar o início da formação da pasta, adicione uma colher de sopa de azeite extra-virgem.

4 – Não leva muito tempo. De vez em quando, pare e mexa a pasta, que gruda bastante no fundo e nas paredes do processador até que forme mais óleo.

5 – Parar também é importante para que o motor do processador não queime, pois o uso é grande e o bichinho esquenta!

6 – Se precisar, adicione mais uma colher de sopa de azeite.

Nos momentos finais da pasta de gergelim feita em casa _ o processador trabalhou bem para seu tahine ficar no ponto

7 – Aos poucos, e em menos de 7/8 minutos de processador, forma-se a pasta de gergelim.

Pronto, saindo do processador seu tahine caseiro. Passe a pasta para um vidro bem lavado e seco, com tampa, para conservar na geladeira _até 3 semanas, com certeza.

Use e abuse nos pratos preferidos.

DICAS – Quanto mais você torra as sementes de gergelim na frigideira, mais gosto de defumado ele fica.

vale mais

Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções; links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Imagens do blog e *Licença Creative Commons.
Anúncios

GOSTOSO E SAUDÁVEL – Como fazer ricota com 2 ingredientes

Os dias passam e a certeza aumenta: preparar a nossa comida em casa é saudável e mais barato. Além de tudo, cozinhar é uma tarefa que carrega muito do nosso afeto para com a gente e todos que habitam a casa. Então, hora de aprender a fazer ricota com apenas dois ingredientes!

⬇️Passo a passo com fotos mais abaixo!⬇️

Ricota caseira em cubos feita com apenas 2 ingredientes

Queijo macio e que vai em pratos salgados e doces, a ricota também vai na salada, em cubinhos; no pão francês com sal e azeite. No recheio do pastel com espinafre. Na torta de ricota com uvas passas. No bolo com fubá. Ou em um sofisticado stollen (ainda vou publicar a receita desta delícia).

DELÍCIA – Onde comprar a ricota mais barata de São Paulo

A ricota também tem sido chamada, mesmo aqui no Brasil, de paneer, que é o nome que ganha na Índia e em outros países. Então, quando você encontrar uma receita na Internet em português usando paneer, já sabe o que é.

E vamos ao que interessa, porque fazer ricota é gostoso, fácil e rápido. Ah, mais uma vez, só 2 ingredientes e a ajuda de um coador de algodão ou voal e uns 2 litros de água filtrada.

Ingredientes da ricota caseira: leite e limão, mais a ajuda de um coador de tecido

Ingredientes da ricota caseira:

  • 1 litro de leite integral
  • 2 a 3 colheres de suco de limão
❤ Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲.
Salve o número
011 9 9985-3577 e
envie a frase Eu Quero no WhatsApp. Pronto!

Como fazer a ricota caseira:

Para fazer a ricota em casa: 1 – ferva o leite; 2 – adicione o limão; 3 – quando formar o soro na cor esverdeada, hora de tirar rapidamente do fogo

Coloque o leite (usei de saquinho) para ferver em fogo médio (pode ser integral, este aqui das fotos é desnatado. Todos dão certo);

Enquanto isso, esprema o limão e coe. Separe as 2 colheres de sopa do suco e deixe ao lado um pouco mais disponível para usar (se necessário);

Mexa sempre o leite para que não queime no fundo. Cheiro de queimado e pedaços de leite queimado ninguém merece;

Quando ferver, despeje as duas colheres de limão e mexa até que o leite comece a talhar e o surja o soro, que fica ligeiramente esverdeado. É bom usar uma escumadeira para saber se a ricota já está se formando. Caso o leite não talhe rapidamente, use um pouco mais de limão que você já havia separado;

ATENÇÃO, importante tirar do fogo logo que a ricota se forma e, imediatamente, tirar da panela ou caneca para que não fique dura. Manter a maciez é essencial para uma ricota gostosa, apetitosa. Um truque é deixar por perto pedras de gelo para baixar rapidamente a temperatura do soro e evitar que a ricota continue cozinhando e endureça.

Para fazer a ricota: 4 – coalhado, o leite deve ser transferido para um coador; 5 – coloque o leite coalhado em um coador de tecido; 6 – passe em água filtrada ou corrente

Despeje o leite talhado com soro sobre um coador já aberto sobre uma caneca ou peneira grande, como preferir.

Dentro do coador, lave a ricota na água filtrada já separada como se fosse água corrente. Não tenha medo, é para tirar o gosto do limão.

Depois de lavar a ricota, esprema um pouco o coador para tirar o excesso de água.

Para fazer a ricota: 7 – esprema para tirar o excesso de água; 8 – arrume o coador com o leite coalhado sobre uma panela furada; 9 – coloque um peso em cima para formar um bloco para ser cortado em cubinhos

Feche o coador e faça um pacote quadrado ou retangular bem apertadinho. Coloque sobre uma panela com furos, como de cuscuz ou a vapor. Coloque um peso em cima: pode ser um vasilhame de vido grande com água, um jarro cheio de água, uma panela com água. Use o que tem em casa.

A ricota em formato achatado para ser cortada em cubinhos

Depois de 1 hora a ricota está pronta. Pode cortar em cubinhos e guardar em um vidro com tampa hermética. Ou pode amassar com o garfo e fazer um patê.

DICAS – Quando o leite é menos gorduroso ou mesmo zero gordura, a quantidade de ricota produzida é menor que a do leite integral. Faça sua escolha!

Onde comprar coador de algodão: Médio, aqui, grande e médio em algodão cru, sem química de clareamento no tecido, aqui

Coador de algodão para ricota do Mercado Livre, aqui

vale mais

Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções; links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções. Imagens do blog.

DELÍCIA – Onde comprar o famoso queijo da Canastra

Bastante apreciado em Minas Gerais, o queijo da Canastra é um produto muito procurado por donos de restaurantes e chefs que sempre estão inventando receitas para utilizá-lo.

O queijo da Canastra em versão metade e inteiro, no Mercado Municipal de Piracicaba
O queijo da Canastra em versão metade e inteiro, no Mercado Municipal de Piracicaba

Clique aqui para curtir vale mais no Facebook!

Entretanto, o queijo feito a partir de leite cru 🐄 na região da Serra da Canastra, situada no centro-sudoeste do Estado, não é tão fácil de ser encontrado.

Hoje vale mais traz alguns pontos em Minas Gerais e São Paulo onde se pode comprá-lo ou degustá-lo.

Em São Paulo, o preço do queijo varia bastante. Normalmente, o quilo é vendido entre R$ 50 e R$ 80, dependendo de sua feitura, produtor e também de quem vende.

Entretanto, na zona cerealista, o preço é o mais baixo já pesquisado 💰. Cerca de R$ 20 a R$ 22 _leia tudo no post Queijo da Canastra tem preço imbatível na zona cerealista. Não deixe de fazer sua pesquisa de preços 📝.

Onde encontrar queijo Serra da Canastra* (endereços e sites na Internet _só clicar em cima do nome que o link te leva lá)

Minas Gerais (MG):

Microregião da Canastra, região onde é produzido o queijo Canastra
Microrregião da Canastra – municípios onde se produz o queijo Canastra

A Pão de Queijaria
Rua Antônio de Albuquerque, 856 – Savassi, Belo Horizonte. www.facebook.com/APaoDeQueijaria

Casa Bonomi
Av. Afonso Pena, 2.600 – Funcionários, Belo Horizonte
www.casabonomi.com.br

Néctar do Cerrado
Mercado do Cruzeiro – Rua Ouro Fino, 452 – Lj 2B, Belo Horizonte
www.facebook.com/nectar.cerrado

De lá
Rua Santa Rita Durão, 919 – Savassi, Belo Horizonte
www.produtosdela.com.br

Cafeteria da Fazenda
Rua Montes Claros, 752 – Anchieta, Belo Horizonte
www.cafeteriadafazenda.com.br

São Paulo:

A Queijaria
Rua Aspicuelta, 35 – Vila Madalena, São Paulo
www.aqueijaria.com.br

Mestre Queijeiro
Rua Simão Alvares, 112 – Pinheiros, São Paulo
fone 11 2369-1087

Queijo vendido no Empório Diamante, na zona cerealista, em São Paulo
Queijo vendido no Empório Diamante, na zona cerealista, em São Paulo

Galeria do Pão de Queijo
Rua Lomas Valentinas, 285, Saúde, São Paulo
📨 falco.galeriadoqueijo@yahoo.com.br

Maní Manioca
Rua Joaquim Antunes, 210 – Jd. Paulistano, São Paulo
www.manimanioca.com.br

Cateto Artesanal
Rua Fernando Falcão, 810 – Mooca, São Paulo
http://www.facebook.com/catetoartesanal

Garimpos do Interior
Rua Marco Aurélio, 201 – Vila Romana, São Paulo
www.facebook.com/GarimposDoInterior

Empório Sabor – rua Santa Rosa, 167, Brás, São Paulo, fone 11 3229-0027.

Empório Diamante: rua Santa Rosa, 233, Brás, São Paulo, fone 11 3312-0069.

São Paulo – Interior do Estado
Nhô Botequim
Rua Souza Barros, 45 – Vila Aurora, São José do Rio Preto – SP
www.facebook.com/nho.botequim

Queijo à venda por R$ 19,90 o quilo no Empório Sabor
Queijo à venda no Empório Sabor, em São Paulo

Empório Cavalo Branco
Rodovia SP-75 (Santos Dumont), km 18 (Loja Parque Maeda), Itu – SP
📨 emporiocavalobranco@hotmail.com

O Bom Queijo – Mercado Municipal de Piracicaba, Praça Alfredo Cardoso, 1.336, centro, Piracicaba – SP

*dados coletados no site da Aprocan, Associação de Produtores de Queijo da Canastra

Olha só o vídeo que mostra a fabricação do queijo por um dos produtores, direto da fazenda:

*  *  *  *  *  *  *  *  *  *  *  * 

vale mais

 O blog para quem quer curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

vale mais nas redes sociais _só clicar abaixo:

facebook_logo_detail           Twitter_logo_blue           Instagram_Icon_Large           Google+

 vale mais não se responsabiliza por alterações de informações, endereços e outros dados fornecidos por associações, empresas e outros órgãos governamentais ou privados. Todas as fotos são do blog. Outras imagens têm fonte creditada.

REPLAY – Coalhada seca em 2 tempos, que barato!

imageO assunto hoje é delicioso! Tanto que se tornou um dos posts mais lidos e buscados em vale mais: coalhada. Saudável, natural, desnatada… e seca! Para quem não quer saber de gordura. Ah, e nas dicas finais, tem receita de zátar para acompanhar. Vamos fazer?

Nada como um boa porção de coalhada seca para se saborear em casa. No pão sírio, no francês, na torrada ou para acompanhar um quibe… hum, irrecusável!

Coalhada seca pronta para servir

Um pouco doce, um pouco azeda, um pouco densa. Ou mais para cremosa, não há quem diga não _exceto os intolerantes a lactose_ a uma porção bem temperadinha com azeite e zátar, ou pimenta do reino.

Mas a coalhada seca anda salgaaada…

Opa, não estamos falando do sal para temperar essa iguaria da culinária árabe. Mas do preço do prato vendido para viagem em restaurantes e rotisseries.

No Almanara, rede superconhecida e bastante frequentada em São Paulo, um pote com 200 gramas é vendido por R$ 20,50 _e isso na unidade da Praça da República, centro de São Paulo,  ou dos restaurantes dos shoppings. Ou do serviço de delivery de pedidos online. O preço é o mesmo.

Em outro tradicional, o Halim, situado no Paraíso, zona sul, um pote pequeno com 250 gramas custa R$ 12. Dá para três ou, estourando, quatro pessoas _como entrada ou acompanhamento.

Coalhada seca light Alibey em foto do site da empresaSe a gente for para o produto industrializado, no Pão de Açúcar online tem o pote com 300 gramas da marca Alibey na versão light que só vai chegar na sua casa por R$ 15,50. E na região da 25 de março, então… nem se fala: R$ 15,50 por 250 gramas no restaurante  Raful.

Então, o negócio é fazer coalhada em casa. Melhor da história: pouco trabalho e um pouco de tempo para que fique pronta.

Coalhada fresca

vale mais vai começar do começo: fazer uma boa quantia de coalhada fresca.

Você vai precisar de:

+ 1 copo de 170 gramas de coalhada.  Escolhemos o Ati Latte desnatado. Copo de coalhada fresca

+ 1 litro de leite que fica na geladeira do supermercado. Pode ser de saquinho ou embalado em garrafa de plástico branco. vale mais escolheu o Xandô desnatado. Nunca experimentamos leite de caixinha tetrapack. Mas ainda vou experimentar e contar aqui em outro momento.

+ Uma tigela de vidro tipo Marinex ou de louça.

1º tempo – fazer a coalhada fresca

Ferva o leite com o cuidado de mexer para não queimar na base da leiteira _cheiro e gosto de queimado ninguém quer, né?

Leite Xandô desnatadoDepois de fervido, verifique a temperatura – quando estiver entre o morno e o quente, ou quando você suportar o leite nas costas da sua mão sem queimar, é o momento certo para utilizar na feitura da coalhada.

Coloque o leite na tigela ou recipiente de vidro. Para um litro de leite, pegue 2 colheres de sopa cheias da coalhada comprada. Misture muito bem até dissolver.

Coloque a tampa do próprio recipiente ou utilize um prato que encaixe bem.

Envolva o recipiente com o leite ainda quente com uma toalha grossa e deixe em um canto sossegado que não tenha vento. O forno _desligado, claro_ é a melhor opção, pois conserva melhor a temperatura.

Deixe lá por 8 ou 10 horas. Se preparou a colhada de manhã, com certeza ao voltar do trabalho, estará pronta. Basta checar a consistência, que será firme, com um pouco de soro em cima e/ou em volta da coalhada.

2º tempo – o pinga-pinga da filtragem

Para fazer a coalhada seca, você vai precisar de muito pouco:

Jarra e pano de prato para filtragem

++ 1 pano de prato novo _lavado, obviamente.

++ 50 a 70 centímetros de uma fita ou barbante para amarrar.

++ 1 leiteira ou jarra com tamanho suficiente para conter a coalhada que você fez.

Coalhada fresca pronta para filtragemAmarração do saquinho de filtragemBem, agora é uma questão de jeito. Pegue o pano de prato e forre a leiteira. Coloque a coalhada dentro do pano de prato com a ajuda de uma colher ou concha.

Quando terminar, pegue a fita já separada, amarre o pano de prato, ainda dentro da leiteira, de maneira parecida a um ovo de Páscoa embrulhado. Deixe um pouco de espaço para não “apertar” a coalhada.

Escolha um canto na cozinha onde possa pendurar o saquinho com a coalhada. Use a leiteira para receber o pinga-pinga do soro da coalhada. Este processo vai rolar por horas.

Coalhada fresca em processo de filtragem

Pronto, de manhã cedo, ou depois de 6 ou 7 horas, está finalizada a sua coalhada seca: agora é só desamarrar o saquinho, que agora estará murcho, e guarda-la em um vidro ou louça com tampa.

2014-11-06 18.46.52Você vai notar que ficou bastante soro na leiteira _não jogue fora antes de ver se a coalhada ficou na textura desejada.

Há quem prefira a pasta bem densa. E sempre tem gente que aprecia mais cremosamente, mais leve. Se este for o seu caso, basta misturar uma ou duas colheres do soro de volta na colhada seca. Só isso.

Guarde na geladeira em recipiente de vidro ou louça, com tampa, ou pode ressecar.

Escolha um prato transparente ou com fundo que contraste com o branco da coalhada.

Acrescente azeite _opte por um com acidez baixa, sal e zátar ou hortelã em pó ou bem picadinha.

Coalhada secaSirva como entrada com pão sírio, francês ou torradas. Ou como acompanhamento de saladas, quibes ou carne. Delícia!

Por menos de R$ 5,50 coalhada seca para 6 pessoas. E sem gordura.

♥ ♥ Sugestão da Norma Lúcia Villares no Facebook para vale mais que copio aqui:

“Para preparar o seu zátar em casa, junte partes iguais de: tomilho seco, orégano, cominho, manjerona, sal grosso e gergelim branco. Macere tudo no pilão, prove um pouquinho para ver como está o sal e use para temperar saladas, queijos e carnes. A mistura original de zátar também leva sumac (sumagre), um pó vermelho e ácido, mas como não é tão fácil de encontrar, faça sem ele que ainda assim terá um resultado fantástico.”

Valeu, Norma, obrigada!!!

Bom apetite!

E você, costuma combinar esta pasta árabe com que comida?

Conte prá gente e, se quiser, envie fotos: sigavalemais@sigavalemais.com.br.

* * * *

vale mais fala de compras, prestação de serviços, música, cinema, gastronomia, comportamento & o que mais der na telha. Para quem quer curtir coisas boas e economizar _valorize seu dinheiro!

Siga a gente nas redes sociais!

http://www.facebook.com/sigavalemais;

Instagram: @sigavalemais; Twitter: @sigavalemais.

Até logo mais!