Arquivo da tag: USP

COMIDA – Tabela da USP revela composição de alimentos e pratos brasileiros

Você sabe quantas calorias tem na feijoada que você costuma comer aos sábados? E no bife a cavalo? Com o objetivo de ajudar profissionais da saúde e a população a ter uma alimentação saudável, a USP, Universidade de São Paulo, acaba de lançar a nova complementação da Tabela Brasileira de Composição de Alimentos, também conhecida como TBCA.

A feijoada tem 198 calorias em cada porção média, segundo a tabela da USP, foto de João Guilherme de Carvalho Barbosa, dezembro de 2011

Criada em 1998, está em sua sexta versão e chega na Internet com detalhes da composição nutricional de 1.900 alimentos, incluindo crus e cozidos, produtos manufaturados e pratos compostos. Um verdadeiro Raio X do que o brasileiro come em casa e restaurantes.

Essas informações que formam um verdadeiro tesouro para se ter qualidade de vida e boa alimentação tornam-se públicas graças ao Centro de Pesquisa em Alimentos (FoRC – Food Research Center), pertencente à USP.

Alimentos in natura em foto usada na página da Tabela de Composição de Alimentos da USP

“Apenas 12% do conteúdo é importado de tabelas de outros países. Trata-se do da colaboração de diversos pesquisadores, grupos de pesquisa da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP e de todo Brasil, de alunos de pós-graduação da USP, de profissionais da indústria de alimentos, entre outros, bem como do suporte das agências de fomento”, anuncia a professora Elizabete Wenzel de Menezes, que divide a coordenação do trabalho ao com o professor Franco Lajolo, ambos da FCF e do FoRC.

Nesta última versão, algumas novidades: a composição nutricional das receitas mais comuns consumidas pelos brasileiros – como feijoada, arroz, feijão, entre outros; a possibilidade do usuário fazer buscas por nutrientes específicos (por exemplo: alimentos fontes de proteínas dentro do grupo dos vegetais).

Infelizmente um erro no cálculo de uma refeição que não contabiliza o pudim nas duas vezes que acrescentei na tabela
Cálculo de salada de frutas pode gerar confusão com a medida utilizada

A tabela traz alimentos prontos com sal e sem sal. “Nenhum profissional de nutrição prescreve o arroz ou o feijão crus; por isso, para facilitar a utilização da tabela, a inclusão das preparações é fundamental”, diz Fernanda Grande, pesquisadora do FoRC e doutoranda do PRONUT/USP .

O pão francês de 50 gramas tem 150 calorias na tabela da USP, foto Hamilton Lima, fevereiro de 2006

A ferramenta que calcula a ingestão de energia exige apenas um cadastro para ser utilizada. Basta descrever os alimentos da refeição que a soma surge automaticamente. Mas  infelizmente, ainda não está totalmente resolvida: na busca por salada de frutas, pode haver confusão na informação sobre a quantidade utilizada para o mesmo item. Além, a ferramente não somou o pudim de leite que acrescentei a uma refeição com bife a cavalo e suco de laranja pera. Que pena…

Esta ferramenta, adverte Eliana Giuntini, pesquisadora do FoRC e doutora em nutrição humana aplicada, trata-se de consultas pontuais. Quem deseja mais informações, deve buscar um profissional de nutrição, complementa.

Na tabela, os alimentos estão divididos em grupos, de acordo com a Infoods: cereais e derivados, vegetais, frutas, gorduras, pescados, carnes, leite, bebidas, ovos, açúcar, miscelânea (temperos, café em pó, molho de salada, sal, fermento), dietéticos, industrializados (pós para preparo e produtos desidratados), leguminosas e nozes e sementes.

Referências – As tabelas de composição química de alimentos são a base para praticamente todos os aspectos da nutrição, pois compilam informação sobre valores energéticos e conteúdo nutricional dos alimentos. É a elas que profissionais de nutrição recorrem para montar cardápios e personalizar dietas. São elas que os pesquisadores consultam em busca de dados para embasar pesquisas que envolvem a quantificação de nutrientes em alimentos.

Você pode fazer suas consultas aqui.

Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TBCA). Universidade de (USP). Food Research Center (FoRC). Versão 6.0. São Paulo, 2017. [Acesso em: 20 de outubro de 2017].

Anúncios

DE GRAÇA – Curso online promete ajudar estudantes da rede pública à entrar na USP

Agora será mais fácil entrar na USP, Universidade de São Paulo, uma das mais procuradas instituições de ensino público.  A própria universidade irá oferecer cursinho online e gratuito a alunos do 1º ao 3º ano do ensino médio da rede pública pelo programa “Vem pra USP”.

Praça do Relógio, na USP, foto Wikimedia

A iniciativa foi concretizada no dia 19 de junho com as assinaturas do protocolo de intenções entre a USP e a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (SEE).

O objetivo é incentivar o acesso de estudantes da rede pública de ensino a cursos de graduação da USP.

Um grupo selecionado de alunos terá acesso, por plataforma online, às aulas elaborados pelos professores dos cursinhos populares da Escola Politécnica e do Instituto de Matemática e Estatística. No caso, a plataforma online usada é o sistema e-Aulas , que é o serviço web de conteúdos educacionais em mídia digital da USP.

Os alunos poderão participar de aulas preparatórias e de monitoria de estudos on-line, de acordo com o ano que estiverem cursando.

Seleção

Para participar do programa, os alunos deverão se inscrever na Competição USP de Conhecimentos, que será organizada pela Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest) e terá duas fases. A primeira consistirá em uma prova on-line com questões de múltipla escolha de conhecimentos gerais e atualidades.

A segunda fase será uma prova presencial nas unidades do programa Escola da Família da SEE, em regiões definidas previamente. A prova terá 45 questões de múltipla escolha: 15 de matemática, 15 de português, dez de ciências e cinco de conhecimentos gerais.

Os mais bem classificados do 3º ano serão contemplados com visitas guiadas à USP e a institutos de pesquisa, como o Instituto Butantan. Além disso, terão isenção na taxa de inscrição da Fuvest e receberão bônus de até 25% nas notas das provas da primeira e segunda fases do vestibular.

As inscrições serão abertas em agosto e as provas, realizadas em setembro.

 ❤ Receba as boas notícias de vale mais no celular 📲.
Salve o número
011 9 9985-3577 e
envie a frase Eu Quero no WhatsApp. Pronto!

Vamos ficar de olho aqui no blog para informar mais sobre esse curso online.

Com Agência Fapesp.

vale mais

 Boas notícias de como curtir coisas boas com pouca ou nenhuma grana  

 vale mais não se responsabiliza por alterações de preços; ausência de produtos em lojas físicas, comércio online, estoques e tampouco durante promoções; links rompidos ou inexistentes; informações enviadas com incorreções.